Blog do Ohata

Arquivo : Copa do Brasil

Guerra pelos eventos esportivos da TV: Quem é detentor e quem está de olho
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Se na TV aberta os direitos de transmissão dos principais eventos esportivos concentram-se na Globo, na TV por assinatura a história é bem diferente. O calendário de aquisição de direitos de TV, e o que se viu na disputa pelos direitos do Brasileiro a partir de 2019, entre SporTV e Esporte Interativo, indica que a disputa para exibir competições de ponta irá se acirrar dentro dos próximos meses.

O blog ouviu executivos de canais por assinatura e especialistas do mercado para compilar a lista a seguir, que traz as principais competições, quem é o atual detentor dos direitos, quando vence o contrato atual e quem já está de olho para tomar os direitos.

Há casos, como quando não ficou clara a intenção de uma emissora por um determinado evento, em que o blog se baseou em histórico de ofertas, necessidade de preencher as grades em determinados períodos ou o fato de a emissora exibir eventos da mesma “família”. No quesito “Quem está de olho”, há propostas na mesa para canais se unirem ao apresentar certas propostas.

O que pode parecer surpreendente segue uma lógica. Os únicos europeus a despertar interesse do SporTV, por exemplo, são a Liga dos Campeões e o Campeonato Inglês. Por que não o badalado Campeonato Espanhol? Porque seus jogos competiriam por espaço na grade de programação com partidas do Paulista e do Brasileiro, que são realizados mais ou menos no mesmo horário.

 

Libertadores

Quem detém os direitos: Fox Sports

Quando vence o contrato: 2018

Quem está de olho: ESPN, Esporte Interativo e SporTV

 

Copa do Brasil

Quem detém os direitos: SporTV

Quando vence o contrato: 2022

Quem está de olho: Esporte Interativo

 

Liga dos Campeões

Quem detém os direitos: Esporte Interativo

Quando vence o contrato: 2018/19

Quem está de olho: ESPN, Fox Sports e SporTV

 

Inglês

Quem detém os direitos: ESPN

Quando vence o contrato: 2019

Quem está de olho: Esporte Interativo, Fox Sports e SporTV

 

Espanhol

Quem detém os direitos: ESPN

Quando vence o contrato: 2020

Quem está de olho: Esporte Interativo e Fox Sports

 

Italiano

Quem detém os direitos: Fox Sports

Quando vence o contrato: 2018

Quem está de 0lho: ESPN e Esporte Interativo

 

Alemão

Quem detém os direitos: Fox Sports

Quando vence o contrato: 2020

Quem está de olho: ESPN e Esporte Interativo

 

NBA

Quem detém os direitos: ESPN e SporTV

Quando vence o contrato: 2025

Quem está de olho: Ninguém

NFL

Quem detém os direitos: ESPN e Esporte Interativo

Quando vence os direitos: 2021

Quem está de olho: Fox Sports

F-1

Quem detém os direitos: SporTV

Quando vence o contrato: 2020

Quem está de olho: Esporte Interativo e Fox Sports


Por Mundial, patrocínio de Leila no Palmeiras pode bater em R$ 200 milhões
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Se o Palmeiras disputar e conquistar o Mundial de clubes no fim do ano, bem como as demais competições da temporada, o investimento de Leila Pereira, por meio do patrocínio de suas empresas Crefisa e Faculdade das Américas, no clube chegará perto dos R$ 200 milhões este ano.

Esse valor pode ser até superado com o uso de incentivos fiscais para investimentos adicionais no clube, possibilidade que já é discutida há semanas dentro das duas empresas, o blog apurou.

Em um período inferior a 24 horas, de quarta para quinta-feira, o valor anual do patrocínio aumentou por causa do “efeito Borja”.

Além do investimento de 32 milhões e aos R$ 3,2 de luvas referentes à contratação do jogador, para viabilizar a vinda do atacante para o clube do Parque Antarctica, a cota anual de patrocínio, que era de R$ 72 milhões, pulou para R$ 74,4 milhões

A financeira ajudará com R$ 200 mil extras por mês para ajudar a pagar o salário do atacante.

A patrocinadora também arca com R$ 12 milhões referente ao salário de Lucas Barrios.

A financeira já havia injetado R$ 31,1 milhões, para as contratações de Guerra e Fabiano e pagamento de parcela de Dudu, valor que não será descontado do valor do patrocínio.

Se o Palmeiras cumprir o programa de títulos e bônus proposto pelas patrocinadoras, conquistando os títulos do Paulista, Copa do Brasil, Libertadores, Brasileiro e Mundial, somadas as premiações ganhará no total R$ 40 milhões.

Apesar de Leila negar, ela e o marido, José Roberto Lamachia, dão, sim, grande importância ao título mundial de clubes.

Nesse cenário, o valor total colocado pela patrocinadora no clube, no ano, cumpridas todas as metas, será de pouco mais de R$ 192 milhões.

Está em estudo pelo departamento financeiro de Crefisa e FAM o uso de incentivos fiscais para investimentos adicionais no clube, mas na área social.


Contrato de Palmeiras com Crefisa prevê bônus de até R$ 80 milhões
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O contrato do Palmeiras com a Crefisa prevê bônus por título conquistado pelo clube, a começar do Paulista-2017, que somados chegam a R$ 80 milhões.

O clube do Parque Antarctica receberá bônus por cada título conquistado nas seguintes competições: Estadual, Copa do Brasil, Brasileiro, Libertadores e, conquistada a competição continental, se voltar com o título do Mundial de clubes, o blog apurou com dirigente com acesso ao contrato

A previsão é de que o documento seja assinado nesta quarta-feira.

O valor da premiação da Crefisa pelo título da Libertadores vale mais de R$ 10 milhões.

Ou seja, como o valor do patrocínio anual fica perto dos R$ 80 milhões, se o Palmeiras tiver 100% de aproveitamento de títulos que disputar nos próximos dois anos, receberá em bônus o equivalente a um terceiro ano de patrocínio.

O contrato venceu no último dia 21, mas há uma cláusula que concede prazo de 30 dias para as partes estudarem o documento.

Na última quinta-feira, clube e financeira bateram o martelo pelas bases da renovação do novo contrato, que vale por dois anos, com valor anual que gira em torno de R$ 80 milhões.

Além disso, a Crefisa investiu R$ 30 milhões em atletas para a temporada. Esse valor não entra na conta do patrocínio.

A candidatura de Leila Pereira, dona da Crefisa e da Faculdade das Américas, a uma cadeira no conselho deliberativo do clube se tornou o centro de uma polêmica.

O ex-presidente do clube Paulo Nobre, ao deixar o cargo, orientou pela impugnação da candidatura, que já foi oficialmente questionada por associados.

Porém o ex-presidente Mustafá Contursi confirma que concedeu o título de sócia a Leila em 1996.

José Roberto Lamachia, marido de Leila, também concorre a uma cadeira no conselho deliberativo.

Além do casal, outros candidatos conhecidos fora do Parque Antarctica que participam do pleito são o presidente da Central Brasileira de Sindicatos, Antonio Neto, e o ex-vereador Domingos Dissei.

Em meio à sua campanha eleitoral, Leila receberá, na próxima quinta-feira, na FAM, o título de cidadã paulistana, concedido pela Câmara dos Vereadores de São Paulo.

 


Globo fecha com mais um time e garante no Brasileiro-2019/24 trio de Goiás
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo assinou contrato de transmissão do Brasileiro de 2019/24 com o Vila Nova, de Goiás, e fechou com o trio do Estado.

Goiás e Atlético Goianiense já haviam acertado com a Globo.

O acordo do Vila Nova com a Globo/Globosat contempla todas as plataformas, TV aberta, fechada, pay-per-view e internet.

Apesar de o Goiás ter mais experiência em Série A, o Atlético Goianiense ter subido para a divisão principal do Nacional e o Vila Nova estar na Série B, foi levado em consideração a popularidade deste último, o blog apurou.

O SporTV, que enfrenta a concorrência do Esporte Interativo pelo Brasileiro a partir de 2019, chegou a seu 25º time.

É importante assinar com o maior número de times por conta da forma como funciona a Lei Pelé.

Ela dita que uma emissora só pode exibir jogos nos quais os dois times estão fechados com a mesma emissora.

Não prevalece o mando de campo.

Ou seja, quem tiver mais jogos terá mais opções para mostrar, especialmente no caso de duelos com aqueles considerados “grandes”.


SporTV transmitirá Chape x Atlético Nacional após ‘acordão’ com Fox Sports
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O SporTV transmitirá o esperado duelo entre Chapecoense e Atlético Nacional, pela Recopa, graças ao acordo com a Fox Sports por meio do qual os dois repartirão partidas da Libertadores e Copa do Brasil.

A ESPN, que exibia a Copa do Brasil há anos, optou por não sublicenciar a competição este ano.

A Chapecoense foi declarada pela Conmebol campeã da Sul-Americana, após o trágico acidente com o avião no qual seu time viajava no fim do ano passado.

Assim, o time garantiu vaga na decisão da Recopa Sul-Americana de 2017, torneio que reúne os campeões da Libertadores e da Sul-Americana, em um duelo entre as melhores equipes do continente no ano.

Assim, a Chapecoense enfrentará o próprio Atlético Nacional, de Medellín, na disputa pelo título.

O SporTV, que não tinha os direitos da Recopa, poderá exibir também mais jogos da Sul-Americana. SporTV e Fox Sports terão exclusividade nas partidas que exibirem, até a fase semifinal.

 

 


Globo é atendida e exibirá jogos do Palmeiras e Flamengo na Libertadores
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo recebeu a confirmação de que poderá transmitir todos os jogos de Palmeiras e Flamengo na fase de grupos da Libertadores deste ano, o blog apurou.

A emissora havia feito o pedido junto à organização da competição e aguardava a resposta, que foi positiva.

Nesta fase, as equipes tem seis jogos cada.

Tradicionalmente, a Globo aposta no Corinthians, mas sem o time do Parque São Jorge ou São Paulo na competição, o canal optou por prestigiar o clube campeão brasileiro.

Curiosamente, todas as suas partidas foram alocadas pela organização do torneio para quartas-feiras.

Na TV fechada, SporTV e Fox Sports repartirão as partidas da Libertadores e da Copa do Brasil, conforme o blog antecipou.

As partidas do Palmeiras na fase de grupos estão marcadas para acontecer nos dias 8/3, 15/3, 12/4, 26/4, 3/5 e 24/5.

Os jogos já listados do Santos estão previstos para terças ou quintas-feiras, dias em que tradicionalmente não há transmissão na TV aberta, com exceção apenas de uma (19/4).

Nem os jogos do Corinthians no Paulista colocam em risco a transmissão das partidas do Palmeiras, pelo menos na primeira fase do Estadual.

A equipe do Parque São Jorge não tem jogos marcados para as mesmas datas das partidas do Palmeiras.

Os jogos do Flamengo pela fase de grupos da Libertadores acontecem também exclusivamente às quartas-feiras: 8/3, 15/3, 12/4, 26/4, 3/5 e 17/5.


SporTV e Fox Sports costuram acordo, mas ESPN já fica sem Copa do Brasil
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O SporTV, canal de esportes da Globosat na TV fechada, e o canal de esportes Fox Sports costuram um acordo por meio do qual os dois canais repartirão entre si jogos da Libertadores e da Copa do Brasil, o blog apurou.

A negociação respingou na ESPN. Como consequência da movimentação de direitos entre SporTV e Fox Sports, a ESPN, que há muitos anos vinha exibindo ao vivo partidas da Copa do Brasil, a partir deste ano não poderá mais transmitir os jogos da competição.

A emissora de origem americana, que transmitia o evento desde 2009, decidiu não aceitar o aumento no valor cobrado pela Globo para o sub-licenciamento do torneio. A ESPN entendeu que não valeria a pena gastar a quantia pedida para transmitir partidas sem exclusividade, já que dividiria o mesmo jogo ou com a Sportv ou com a Fox Sports.

Mas a ESPN poderá usar os highlights das partidas, assim como acontece com as partidas do Brasileiro, para utilização em seus programas noticiosos.

Pelo acordo, SporTV e Fox Sports repartirão as partidas da Libertadores.

Ou seja, cada emissora escolherá quais partidas irão exibir com exclusividade, e não deve haver jogos exibidos pelas duas emissoras.

A Fox Sports, que já transmitia jogos da Copa do Brasil, mas em uma quantidade menor, este ano poderá transmitir mais jogos da competição graças ao acordo que está praticamente fechado.

Confira a nota oficial da ESPN anunciando o fim da transmissão da Copa do Brasil:

“Por questões estratégicas, a ESPN optou por não transmitir a Copa do Brasil em 2017. O canal reforça seu posicionamento de entregar ao fã do esporte a mais ampla variedade na programação esportiva, com transmissões das principais ligas americanas, o melhor do futebol internacional, tênis e esportes radicais. Referência pela credibilidade de seu jornalismo, a ESPN segue investindo na apuração e análises das mais diversas modalidades esportivas.”


Copa Paulista estreia na TV a cabo e preencherá lacuna criada por data Fifa
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Fox Sports e a Federação Paulista de Futebol fecharam esta semana contrato pelos direitos de transmissão da Copa Paulista, competição do segundo semestre promovido pela FPF. Os duelos de volta das semifinais da copa ajudarão a preencher as lacunas na grade do canal durante a data Fifa da próxima semana.

Ajudou também a abrir espaço inédito para a competição o fato de hoje o mercado brasileiro contar com pelo menos cinco canais exclusivos de esporte na TV por assinatura (SporTV, ESPN, Fox Sports, Esporte Interativo e BandSports). Até agora a competição vinha sendo transmitida pelo canal da federação a FPF TV.

A primeira partida da competição a ser exibida no canal será entre São Caetano e a Ferroviária. Ainda estão na disputa o Rio Claro e a XV de Piracicaba. O ganhador da competição pode escolher entre uma vaga na Copa do Brasil ou na Série D do Brasileiro.

Neste ano a copa, que no passado teve jogos exibidos pela Rede Vida (UHF), teve ainda a participação de times como São Paulo, representado por sua equipe sub-20, e Santos, com atletas do time sub-23.


Globo triplica premiação a clubes por título do Brasileiro a partir de 2019
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo triplicou, em relação à premiação do ano passado, o bônus que o clube campeão do Campeonato Brasileiro levará a partir de 2019: De R$ 10 milhões em 2015, passou para R$ 30 milhões a partir de 2019, o blog apurou.

Para efeito de comparação, é quase o dobro do que o Internacional recebeu de luvas para acertar com o Esporte Interativo (R$ 17 milhões) e metade do que o São Paulo levou para renovar com a Globosat (R$ 60 milhões).

O aumento da premiação acontece no momento em que a programadora e o canal fechado Esporte Interativo duelam pelos direitos da TV fechada do Brasileiro a partir de 2019 e está previsto no acordo de renovação entre os clubes que fecharam com a Globosat.

Os valores dos bônus pagos aos clubes, de acordo com suas performances no Nacional, aumentaram de maneira proporcional.

Por exemplo, o vice-campeão, que ganhou no ano passado R$ 6,3 milhões, receberá na edição de 2019 do Brasileiro aproximadamente R$ 19 milhões. E assim sucessivamente de acordo com a posição na tabela classificatória.

Trata-se da resposta da Globosat aos clubes que pediram que o dinheiro fosse dividido respeitando critérios de meritocracia.

Nessa mesma linha, a programadora atendeu uma reivindicação dos clubes ao usar um modelo semelhante ao inglês para a distribuição do dinheiro, adotando a divisão em 40%, 30% e 30%. Ou seja, os clubes que fecharem com a Globosat dividirão equalitariamente 40% do valor total disponibilizado pela programadora, outros 30% serão divididos de acordo com suas performances dentro de campo e os 30% restantes serão distribuídos de acordo com as audiências alcançadas por cada time.

O Esporte Interativo, que tem como principais atrações a Liga dos Campeões e a Copa do Nordeste, busca mais atrações ao vivo para preencher sua grade, especialmente no período noturno e nos finais de semana. A necessidade aumentou após o canal entrar este ano na grade da NET.

A Sky não tem previsão de incluir o Esporte Interativo, do grupo Turner, em sua grade de programação.

A disputa entre os canais não está restrito ao Brasileiro: Sportv, da Globosat, Fox Sports e Esporte Interativo já abordaram a CBF interessadas nos direitos da Copa do Brasil, que atualmente são da Globosat, que já renovou os direitos do Campeonato Paulista até 2019 e a Série B do Brasileiro até 2020. Até mesmo os direitos do WSL (World Surf League), primeira divisão do surfe mundial, foi motivo de disputa entre os canais.

A Globosat fechou com, pelo menos, dez clubes: Corinthians, São Paulo, Grêmio, Fluminense, Vasco, Botafogo, Vitória, Sport, Cruzeiro e o Atlético-MG.

O Esporte Interativo acertou com, no mínimo, sete clubes: Santos, Internacional, Atlético-PR, Bahia, Ceará, Paysandu e Sampaio Corrêa.

 

LEIA MAIS:
Cade investiga retaliação da Globo por Brasileiro, mas clubes negam
Esporte Interativo fecha Brasileiro com 15 clubes, sendo sete da Série A
CBF negocia Copa do Brasil com Esporte Interativo
Tática do Esporte Interativo transforma futebol em incógnita
Acerto com Esporte Interativo passar a exigir exercício de futurologia
Globo aumenta valor por Brasileiro, mas oferece um quinto da Turner


Globo agora ganha rivais também na disputa pelos direitos da Copa do Brasil
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Globosat, Esporte Interativo e Fox Sports abordaram a CBF interessados nos direitos de transmissão da Copa do Brasil, este blog apurou com uma fonte na CBF ligada diretamente às negociações de TV. A informação foi confirmada ao blog pelo representante de uma das TVs que conversou com a CBF no fim do ano passado e que foi informado pela confederação sobre a existência de outros interessados.

A CBF, porém, apesar do interesse das três emissoras, não abriu negociação com nenhuma das emissoras, por considerar “muito prematuro”. Afinal, o contrato em vigor da CBF com a Globo/Globosat para a transmissão da Copa do Brasil se estende até 2018.

A Fox Sports já exibe algumas partidas da Copa do Brasil por conta de um acordo de repasse com a Globosat.

O canal fechado Sportv, do sistema Globosat, e Esporte Interativo protagonizam uma disputa pelos direitos de 2018 em diante do Campeonato Brasileiro de Futebol  para a TV fechada. Atualmente os direitos são da Globo/Globosat, que já renovou com sete clubes: Corinthians, Vasco, Botafogo, Vitória, Sport, Cruzeiro e Atlético-MG.

Segundo clubes que negociam com o Esporte Interativo, o canal fixou o final desta semana como deadline para uma decisão dos clubes com quem negocia sua proposta.

O Esporte Interativo intensificou o diálogo com os clubes de futebol que ainda não fecharam com a Globosat depois de ter garantido sua entrada na grade da operadora de TV a cabo NET, fechada no fim do ano passado e concretizada este mês. Há, da parte do Esporte Interativo, a expectativa de entrar na grade de outra grande operadora, a Sky.

Com a Liga dos Campeões e Copa do Nordeste como principais atrações, o canal necessita de outras atrações de peso ao vivo para preencher a grade no período noturno e aos finais de semana. Como os direitos da Série B do Brasileiro foi renovada até 2020 com a Globosat, assim como os direitos do Paulista, as competições mais interessantes que ainda estão no mercado são o Brasileirão e a Copa do Brasil.

O Esporte Interativo, que foi adquirido pelo grupo Turner, chamou a atenção dos clubes ao ofertar uma soma que pode chegar a até entre cinco e seis vezes o que a Globosat paga pelos direitos em TV fechada, por concordar com o modelo inglês de distribuição do dinheiro, uma reivindicação dos clubes, e pelo fato de ter adquirido a Liga dos Campeões.

Mas quem conhece a fundo o funcionamento do sistema de pay-per-view alerta que a exposição de clássicos regionais, como o Grenal, pelo Esporte Interativo em suas praças pode prejudicar a atratividade do pay-per-view, o que pode mexer no bolso dos clubes. Hoje, 38% da receita do pay-per-view é direcionado para os cofres dos clubes de futebol.

Há o potencial também de que muitos jogos fiquem fora da TV por assinatura se parte dos clubes assinar com o Esporte Interativo e a outra parte permanecer com a Globosat. Segundo a legislação brasileira, não prevalece o mando de campo. Pela Lei Pelé, os dois times teriam que estar fechados com a mesma emissora para que a partida seja transmitida.

Na TV aberta, Record e Rede TV!, que tentaram adquirir os direitos do Brasileiro no episódio que culminou na implosão do Clube dos 13 anos atrás, agora não demonstraram interesse em enfrentar a Globo.