Blog do Ohata

Arquivo : ESPN

Leilão aumenta chance de Globo vencer Fox Sports e recuperar Libertadores
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A forma de negociação pelos direitos da Libertadores entre as emissoras de TV e a Conmebol mudou.

Os direitos da Libertadores no país hoje pertencem à Fox Sports, que os sublicenciam à Globosat em troca de jogos da Copa do Brasil. Desta forma, nem o SporTV, braço da Globosat na TV por assinatura, e tampouco a Fox Sports podem programar as partidas livremente, já que há um acordo por meio do qual há um rodízio semanal na escolha de jogos que cada um dos canais irá transmitir.

Mas a partir de agora, em vez de negociar  diretamente com a entidade, as emissoras participarão de um leilão pelos direitos da Libertadores. A entidade já firmou parceria em relação a outras propriedades com a gigante do marketing IMG.

A licitação para selecionar a firma que organizará o leilão acontecerá no mês que vem, a Conmebol informou ao blog.

Ou seja, de agora em diante, o histórico de negociações passadas e relacionamento, que seriam favoráveis à Fox Sports, dão lugar a critérios estritamente técnicos, com base nos valores oferecidos e também na expertise na promoção do produto. Para esse último quesito, é uma vantagem controlar um canal na TV aberta e contar com outros na TV por assinatura.

Uma ideia que entrou no radar de dirigentes da Conmebol é separar o Brasil dos demais países da América Latina na negociação dos direitos da edição de 2019 em diante.

Na negociação passada, a Fox Sports adquiriu em um só pacote os direitos da Libertadores para as Américas.

Se o formato permanecer inalterado, ou seja, venda das Américas em um só pacote, os executivos da Globo/Globosat terão de pesar muito bem a relação custo/benefício da aquisição dos direitos para o continente inteiro.

Como a Globo não opera diretamente canais de esporte em um grande número de países da América Latina, ao contrário de Fox Sports e ESPN, por exemplo, corre o risco de amargar prejuízo caso não consiga repassar os direitos a canais de outros países.

Com a separação do Brasil do resto da América Latina, a Globo poderia fazer uma proposta robusta financeiramente pelos direitos no país, pois estaria direcionada só para onde está a sua sede.

É bom lembrar que, mesmo nesse cenário, ESPN (Disney), Fox Sports (Rupert Murdoch) e Esporte Interativo (Turner) respondem a grupos cujos cofres são bem fornidos.


Guerra pelos eventos esportivos da TV: Quem é detentor e quem está de olho
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Se na TV aberta os direitos de transmissão dos principais eventos esportivos concentram-se na Globo, na TV por assinatura a história é bem diferente. O calendário de aquisição de direitos de TV, e o que se viu na disputa pelos direitos do Brasileiro a partir de 2019, entre SporTV e Esporte Interativo, indica que a disputa para exibir competições de ponta irá se acirrar dentro dos próximos meses.

O blog ouviu executivos de canais por assinatura e especialistas do mercado para compilar a lista a seguir, que traz as principais competições, quem é o atual detentor dos direitos, quando vence o contrato atual e quem já está de olho para tomar os direitos.

Há casos, como quando não ficou clara a intenção de uma emissora por um determinado evento, em que o blog se baseou em histórico de ofertas, necessidade de preencher as grades em determinados períodos ou o fato de a emissora exibir eventos da mesma “família”. No quesito “Quem está de olho”, há propostas na mesa para canais se unirem ao apresentar certas propostas.

O que pode parecer surpreendente segue uma lógica. Os únicos europeus a despertar interesse do SporTV, por exemplo, são a Liga dos Campeões e o Campeonato Inglês. Por que não o badalado Campeonato Espanhol? Porque seus jogos competiriam por espaço na grade de programação com partidas do Paulista e do Brasileiro, que são realizados mais ou menos no mesmo horário.

 

Libertadores

Quem detém os direitos: Fox Sports

Quando vence o contrato: 2018

Quem está de olho: ESPN, Esporte Interativo e SporTV

 

Copa do Brasil

Quem detém os direitos: SporTV

Quando vence o contrato: 2022

Quem está de olho: Esporte Interativo

 

Liga dos Campeões

Quem detém os direitos: Esporte Interativo

Quando vence o contrato: 2018/19

Quem está de olho: ESPN, Fox Sports e SporTV

 

Inglês

Quem detém os direitos: ESPN

Quando vence o contrato: 2019

Quem está de olho: Esporte Interativo, Fox Sports e SporTV

 

Espanhol

Quem detém os direitos: ESPN

Quando vence o contrato: 2020

Quem está de olho: Esporte Interativo e Fox Sports

 

Italiano

Quem detém os direitos: Fox Sports

Quando vence o contrato: 2018

Quem está de 0lho: ESPN e Esporte Interativo

 

Alemão

Quem detém os direitos: Fox Sports

Quando vence o contrato: 2020

Quem está de olho: ESPN e Esporte Interativo

 

NBA

Quem detém os direitos: ESPN e SporTV

Quando vence o contrato: 2025

Quem está de olho: Ninguém

NFL

Quem detém os direitos: ESPN e Esporte Interativo

Quando vence os direitos: 2021

Quem está de olho: Fox Sports

F-1

Quem detém os direitos: SporTV

Quando vence o contrato: 2020

Quem está de olho: Esporte Interativo e Fox Sports


Confira como ESPN pode se dar bem com a disputa entre Fox Sports e Sky
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Os canais ESPN podem acabar como maiores beneficiados pela disputa entre os canais Fox e a operadora Sky.

No último domingo, quando os canais Fox deixaram a grade da Sky por conta de uma disputa financeira, os canais Fox Sports e Fox Sports 2 foram substituídos na grade da operadora pelos canais ESPN + e ESPN Extra. A Sky já tinha a ESPN e a ESPN Brasil. Também disponibilizava o ESPN+, mas apenas para assinantes dos pacotes HD.

Originalmente, a ideia era que a permanência dos canais ESPN + e ESPN Extra ficassem condicionados ao eventual retorno dos canais Fox Sports à Sky.

Há um acerto para que os canais ESPN ocupem os lugares dos canais Fox Sports mesmo que a negociação se estenda por até três meses.

A Sky, porém, não descarta a permanência dos canais ESPN + e ESPN Extra, mesmo que os canais Fox retornem à sua grade.

A dificuldade para a Sky encaixar canais em sua grade é que as frequências da operadora são limitadas. Ou, trocando em miúdos, não há espaço para acomodar um número infinito de canais. Por isso, para “entrar” um canal, outro tem que “sair”.

Esse problema estará minimizado no futuro próximo, com o lançamento de um satélite pela Sky, que aumentará o “espaço” na grade.

Nesse cenário, o terceiro e quarto canais ESPN ganharam visibilidade dentro da operadora no melhor momento possível.


SporTV transmitirá Chape x Atlético Nacional após ‘acordão’ com Fox Sports
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O SporTV transmitirá o esperado duelo entre Chapecoense e Atlético Nacional, pela Recopa, graças ao acordo com a Fox Sports por meio do qual os dois repartirão partidas da Libertadores e Copa do Brasil.

A ESPN, que exibia a Copa do Brasil há anos, optou por não sublicenciar a competição este ano.

A Chapecoense foi declarada pela Conmebol campeã da Sul-Americana, após o trágico acidente com o avião no qual seu time viajava no fim do ano passado.

Assim, o time garantiu vaga na decisão da Recopa Sul-Americana de 2017, torneio que reúne os campeões da Libertadores e da Sul-Americana, em um duelo entre as melhores equipes do continente no ano.

Assim, a Chapecoense enfrentará o próprio Atlético Nacional, de Medellín, na disputa pelo título.

O SporTV, que não tinha os direitos da Recopa, poderá exibir também mais jogos da Sul-Americana. SporTV e Fox Sports terão exclusividade nas partidas que exibirem, até a fase semifinal.

 

 


Após acordo com ESPN, Jogo da Amizade será assistido nos EUA, Oceania e AL
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O “Jogo da Amizade”, amistoso entre a seleção brasileira e Colômbia, que será realizado em benefício da Chapecoense, poderá ser assistido nos EUA, Oceania, América Latina, incluindo a própria Colômbia e Caribe.

A ESPN conseguiu autorização junto à CBF para distribuir o sinal da partida nesses territórios.

A partida está marcada para o dia 25 (quarta-feira), às 21h45, no Engenhão (estádio Nilton Santos), no Rio de Janeiro.

Os direitos de transmissão foram repassados a canais abertos e fechados, do Brasil e do exterior, de forma gratuita, como noticiou Adalberto Leister Filho, da Máquina do Esporte.

A decisão de abrir o sinal foi tomado pela cúpula da CBF.

Como este jogo da seleção foi marcado em caráter extraordinário, fora do contrato da CBF com Globo e SporTV, surgiu a oportunidade de abrir o sinal para todos os interessados. Há orientação da CBF para que parte de eventuais cotas comerciais sejam repassadas à Chapecoense.


SporTV e Fox Sports costuram acordo, mas ESPN já fica sem Copa do Brasil
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O SporTV, canal de esportes da Globosat na TV fechada, e o canal de esportes Fox Sports costuram um acordo por meio do qual os dois canais repartirão entre si jogos da Libertadores e da Copa do Brasil, o blog apurou.

A negociação respingou na ESPN. Como consequência da movimentação de direitos entre SporTV e Fox Sports, a ESPN, que há muitos anos vinha exibindo ao vivo partidas da Copa do Brasil, a partir deste ano não poderá mais transmitir os jogos da competição.

A emissora de origem americana, que transmitia o evento desde 2009, decidiu não aceitar o aumento no valor cobrado pela Globo para o sub-licenciamento do torneio. A ESPN entendeu que não valeria a pena gastar a quantia pedida para transmitir partidas sem exclusividade, já que dividiria o mesmo jogo ou com a Sportv ou com a Fox Sports.

Mas a ESPN poderá usar os highlights das partidas, assim como acontece com as partidas do Brasileiro, para utilização em seus programas noticiosos.

Pelo acordo, SporTV e Fox Sports repartirão as partidas da Libertadores.

Ou seja, cada emissora escolherá quais partidas irão exibir com exclusividade, e não deve haver jogos exibidos pelas duas emissoras.

A Fox Sports, que já transmitia jogos da Copa do Brasil, mas em uma quantidade menor, este ano poderá transmitir mais jogos da competição graças ao acordo que está praticamente fechado.

Confira a nota oficial da ESPN anunciando o fim da transmissão da Copa do Brasil:

“Por questões estratégicas, a ESPN optou por não transmitir a Copa do Brasil em 2017. O canal reforça seu posicionamento de entregar ao fã do esporte a mais ampla variedade na programação esportiva, com transmissões das principais ligas americanas, o melhor do futebol internacional, tênis e esportes radicais. Referência pela credibilidade de seu jornalismo, a ESPN segue investindo na apuração e análises das mais diversas modalidades esportivas.”


ESPN exibe luta entre Muhammad Ali e George Foreman na madrugada do domingo
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A ESPN exibirá, a partir das 2h deste domingo, dois combates que marcaram a carreira do gênio Muhammad Ali: Ali x George Foreman e Ali x Sonny Liston.

O duelo com Foreman se tornou luta mais famosa da história do boxe, a “Rumble in the Jungle” (“Batalha na Selva”), na qual Ali mostrou que o boxe pode, sim, ser jogado com o cérebro. Início às 2h de domingo.

Na sequência, às 3h, o duelo no qual Ali, então conhecido ainda como Cassius Clay, desafia o então campeão Sonny Liston pelo título mundial dos pesos-pesados. É o Ali no auge de sua forma física.

Como um aperitivo, antes desses dois combates clássicos, a ESPN exibirá, ao vivo, o duelo entre o russo Artur Beterbiev, ex-cammpeão mundial amador e pegador: É o único lutador ranqueado pela publicação “The Ring” que está invicto e que venceu todas as suas lutas por nocaute, duas sobre ex-campeões mundiais. A programação começa a partir da meia-noite. (ATENÇÃO, esta luta estava prevista originalmente para ser exibida pela ESPN +)

No domingo, mais Muhammad Ali.

Quem perdeu o documentário documentário “Ringside: Ali King of the World”, que traz várias de suas lutas, poderá acompanhá-lo amanhã pelo canal ESPN +, a partir das 7h. Mais tarde, às 10h, a ESPN + exibe Muhammad Ali x George Foreman.

Vale a pena, além de assistir, gravar.

 

 

 


Muhammad Ali fez 1ª luta por título ‘cego’ e quase desistiu; TV exibe hoje
Comentários Comente

Eduardo Ohata

#LendasOlímpicas10: Muhammad Ali só ganhou um ouro olímpico. E quase ficou sem por causa do medo de avião


Muhammad Ali é considerado pela maioria o melhor peso-pesado de todos os tempos. Seu combate contra George Foreman inspirou livro e documentário ganhador de Oscar e já conquistou contornos lendários. Mas o americano quase pôs tudo a perder justamente no combate em que conquistou o título mundial, contra o “Grande Urso Feio”, Sonny Liston, em 1964.

Não bastasse Liston ser um lutador dos mais fortes e violentos da história (vinha de duas vitórias no primeiro assalto sobre o bicampeão dos pesados Floyd Patterson), Ali lutou praticamente um assalto inteiro sem enxergar contra ele.

Quem conta o episódio é o próprio Muhammad Ali, que apesar de ter sido campeão olímpico, era o azarão nas bolsas de apostas. Para surpresa de muitos, Ali dominou os assaltos iniciais. Mas…

“Quando [o treinador] Angelo Dundee enxugou meu rosto no intervalo entre o quarto e o quinto assalto, algo caiu em meus olhos e gritei, ‘não posso enxergar. Meus olhos ardem’ E não podia ver. É como se você pusesse uma gota de linimento quente no seu olho, durante algum tempo aquilo queima e queima. Angelo procurava banhar meus olhos com a esponja, mas isso não fazia com que melhorasse”, contou Ali em sua autobiografia, “Sou o Mais Poderoso”, que escreveu em parceria com Richard Durham.

Foi quando Ali tomou uma decisão radical.

“Eu disse: ‘tirem minhas luvas. Mostrem ao mundo que está havendo uma trapaça’. Estava castigando Liston desde o primeiro assalto. Seu olho tinha um corte e estava sangrando. Sabia que a imprensa diria que eu ficara amedrontado e desistira. Foi aí que Angelo disse, ‘Essa é a grande luta. É pelo título mundial. Você está vencendo, tem que voltar lá.”

“Quando o gongo soou, Angelo empurrou-me para o centro do ringue, somente dez segundos antes de o árbitro dar a luta para Liston, que veio com tudo para cima de mim. Eu mal podia vê-lo, mas tirava o corpo, pedalava e dançava afastando-me. Lá no fim do assalto os meus olhos começaram a clarear e eu voltei ao ataque, batendo em sua cabeça com socos duros.

O resto, como dizem, é história. Ali conquistou o título quando Liston não retornou para o sétimo assalto.

O mistério da “cegueira” de Ali? Liston estava com um problema no ombro e o friccionaram com um linimento, que ficou no corpo de Liston e, provavelmente, em suas luvas. Durante uma troca de golpes, um pouco da substância atingiu a testa de Ali e escorreu para seus olhos.

A ESPN programou a reprise desta  luta histórica para a noite desta terça-feira (dia 2), às 23h.

 


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>