Blog do Ohata

Arquivo : IMG

Transferência de CR7 faz TVs se movimentarem pelo Italiano no Brasil
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A transferência de Cristiano Ronaldo do Real Madrid para a Juventus abriu o apetite das emissoras brasileiras de TV pelos direitos do Campeonato Italiano. O blog apurou que após o anúncio oficial da transação, realizado nesta terça-feira (10), pelo menos três executivos dispararam ligações até o início da tarde de quarta-feira sondando representantes da Série A sobre as condições de negociação.

Os direitos ofertados pela IMG ao Brasil são válidos por três temporadas, começando com a atual, 2018/2019, e serão negociados diretamente com as TVs, sem a realização de um leilão, dado o pouco tempo hábil até seu início – o campeonato começa no fim de semana dos dias 18 e 19 de agosto. Conversas que já estavam em andamento entre IMG e emissoras brasileiras antes do anúncio da transferência continuarão acontecendo.

Até canais que demonstraram pouco interesse no período anterior à transferência do português entraram em contato para se atualizar sobre os detalhes, o que foi festejado pelos representantes da Série A. Como não poderia deixar de ser, quem detém os direitos explica em tom claramente otimista ter ganhado maior poder de argumentação e barganha depois da ida de Cristiano Ronaldo para a Juventus.

O encavalamento da disputa de vários direitos de TV nos últimos meses é reconhecido como um fator que dificultou as negociações. O Campeonato Francês, do PSG de Neymar, para citar apenas um exemplo, é outro campeonato europeu cujos direitos ficaram sem dono, cujo pontapé inicial acontece dentro de poucas semanas e que não foi fechado até o momento com nenhuma emissora no Brasil.

Os direitos do Italiano até a última temporada (2017/18) pertenciam no Brasil ao Fox Sports, que os sublicenciava à ESPN.


Conmebol divide direitos de TV de jogos da Copa Sul-Americana em 2 pacotes
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Conmebol dividiu os direitos de TV da Copa Sul-Americana para o leilão compreendido no período entre 2019 e 2022 em dois pacotes:

– Pacote “A”: contempla a transmissão com exclusividade da final e a “primeira escolha” de jogos da Sul-Americana

– Pacote “B”: Contempla a transmissão com exclusividade da Recopa e a “segunda escolha” de jogos da Copa Sul-Americana

Trata-se da primeira vez que a Conmebol negociará fatiados os direitos de partidas da Copa Sul-Americana, além de separar os direitos da final e os da Recopa.

Os direitos da Libertadores, que também eram oferecidos em conjunto com a Copa Sul-Americana e a Recopa, foram comercializados em quatro pacotes, pela Diez, mesma joint-venture formada pelas agências de marketing IMG, dona do UFC, e Perform, que organizou também o leilão da Copa Sulamericana.

O leilão foi dividido em dois territórios, América Latina e Brasil, o que mostra a importância dada ao mercado nacional no mundo dos direitos esportivos, apesar da crise financeira e farta oferta de direitos de transmissão oferecidas às emissoras brasileiras.

A expectativa é de que as propostas das emissoras sejam apresentadas até o próximo mês.

Atualmente, os direitos da Libertadores, Sulamericana e Recopa são do Fox Sports, que sublicenciam seus direitos à Globo e SporTV, e recebe em troca jogos da Copa do Brasil.

 


Mayweather-McGregor: Custo faz Brasil correr risco de ficar sem ver desafio
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Pelo menos uma emissora de TV já apresentou proposta à gigante do marketing IMG pelos direitos de transmissão no Brasil do desafio entre o multicampeão de boxe Floyd Mayweather Jr. e a estrela do UFC Conor McGregor, marcado para 26 de agosto.

Porém executivos abordados pela IMG se preocupam com o custo para bater o martelo. Um deles citou a “alta expectativa financeira dos organizadores do evento para o mercado brasileiro atual”. Outro, inicialmente animado, já pôs o pé no freio pela mesma razão.

No mercado, do lado comprador, o mantra é o de que ninguém fará loucura para comprar essa luta, dentro do contexto de que nos próximos meses estarão em disputa os direitos da Champions League, partidas da seleção brasileira e Libertadores.

A crise econômica que o país atravessa é outro complicador, já que demandará tempo montar e levar a mercado um plano comercial de venda de cotas, no caso da TV aberta ou por assinatura, ou promover o desafio, no caso do pay-per-view. Ou seja, o tempo é um inimigo, já que a luta está prevista para acontecer daqui a pouco mais de um mês.

O material promocional distribuído pela IMG, claro, busca convencer as emissoras de que se trata de uma luta imperdível ou, em suas próprias palavras, “uma das lutas de boxe mais esperadas em toda a história”.

“Floyd Mayweather Jr. procura solidificar sua posição como o maior lutador, independente da categoria de peso, da história ao deixar a aposentadoria para enfrentar um dos atletas mais populares do UFC, além de seu atual campeão dos leves, Conor McGregor. Apesar de estar fora dos ringues desde 2015, a reputação de Mayweather permanece igual, com um cartel de 49 vitórias sem derrota. McGregor, conhecido como um dos mais perigosos golpeadores do MMA, usará sua natureza competitiva e impetuosa na tentativa de superar a invicta lenda do boxe”, destaca o material promocional.

O material traz ainda ainda idade, altura, peso e envergadura dos lutadores, além de seus cartéis: a do boxe de Mayweather, com 49 vitórias; e no caso de McGregor, seu cartel no MMA, 21 vitórias, 3 derrotas e 18 nocautes, já que será sua estréia no boxe profissional.

 


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>