Blog do Ohata

Arquivo : Santos

Novo presidente do Santos abre diálogo com a Globo, na contramão de Modesto
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O recém-eleito presidente do Santos, José Carlos Peres, abriu um canal de comunicação com a Globo. Sua posição vai na contramão da postura pública de seu antecessor, Modesto Roma Junior, em relação à emissora.

Os três candidatos de oposição, incluindo Andres Rueda, que passou a integrar o conselho gestor do clube, eram favoráveis a estreitar os laços com a Globo, até para entender e tentar reverter uma das maiores reclamações da torcida, a escassez de jogos do Santos na TV aberta. Por outro lado, há da parte da Globo o desejo de esclarecer que não há nenhum tipo de boicote ao clube, e demonstrar que as decisões de programação passam por critérios estritamente técnicos.

A aproximação de Peres à Globo não significa que o Santos deixará de cumprir o contrato assinado durante a gestão de Modesto com o canal por assinatura Esporte Interativo referente às partidas do Brasileiro a partir de 2019. Essa hipótese já foi afastada pela atual gestão. Mas deve entrar na pauta entre cartola e emissora a negociação dos direitos de TV aberta e pay-per-view dos jogos do Brasileiro de 2019 a 2024.

“Entendemos os veículos de mídia e imprensa como parceiros, e não inimigos. Não nos cabe pré-julgamento. Nos cabe ouvir a todos para buscar o melhor para o clube. E isso inclui, claro, ouvir um grande player como a Rede Globo. Queremos ouvir a Globo para negociarmos o que for melhor para o Santos. É esse ‘melhor para o Santos’ que não abrimos mão”, explica Peres.

O meio-campo, segundo pessoas próximas a Peres, foi trabalhado pela TV Tribuna, afiliada da Globo em Santos. Em questão de dias após a cerimônia de posse do cartola, aconteceu um encontro entre Peres e um representante da emissora, que deixou a reunião com uma boa impressão, o blog apurou.


Empresa retira nome do novo presidente do Santos de ação de despejo
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O nome do novo presidente do Santos, José Carlos Peres, foi retirado do processo de despejo e pagamento de dívida contra o G4, entidade que tem à sua frente Peres. A ação, que agora tem como alvo apenas o G4, foi movida pela Laticínios Catupiry Ltda.

Peres era citado até a noite desta quinta (28) na versão online do processo, o que deixou de acontecer nesta sexta (29). Segundo a assessoria do clube, apesar de Peres ainda estar no comando do G4, foi argumentado que por Peres não ser uma pessoa jurídica, inexistiria motivo para ele ser citado. Após essa argumentação, segundo a assessoria de imprensa do Santos, a autora da ação concordou em pedir que seu nome fosse retirado.

Por conta de ter vencido a eleição no Santos, Peres pretende se desligar do G4 dentro dos próximos dias.

O G4 é um grupo formado por Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo, que dão à entidade o direito sobre as marcas dos clubes e a retenção de um percentual por negócios gerados. Nenhum dos clubes havia sido denunciado no processo, só o G4 e Peres.

Desde que foi fundado, em 2010, o G4 gerou um valor de cerca de R$ 80 milhões aos clubes em licenciamentos, de acordo com cálculo de Peres.

A inadimplência aconteceu após os clubes terem deixado de contribuir financeiramente com os cofres do G4, justificou fonte com trânsito na entidade ouvida pelo blog.

A assessoria do Santos, procurada pelo blog na quarta-feira (27), inicialmente havia optado por não se pronunciar sobre o assunto. Posteriormente, após a publicação do post nesta quinta (28), enviou ao blog uma nota da empresa na qual ela pedia aditamento do texto com a exclusão do nome de Peres, após consulta online do blog, reconheceu que isso não havia acontecido até a tarde desta quinta, e apontou que a alteração ocorreu nesta sexta-feira (29).

 

 

 

 


Novo presidente do Santos é alvo de ação de despejo por inadimplência
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O novo presidente do Santos, José Carlos Peres, é citado, juntamente com o G4, entidade que tem à frente o cartola, em um processo de despejo e pagamento de dívida, distribuído na 19ª Vara Cívil, e cujo valor nominal é de R$ 46,3 mil. Peres, por conta de ter vencido as eleições no Santos, pretende se desligar do G4 dentro dos próximos dias.

O autor da ação é a Laticínios Catupiry Ltda, e a decisão está prevista para o próximo dia 5.

O G4 é um grupo formado por Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo, que dão à entidade o direito sobre as marcas dos clubes e a retenção de um percentual por negócios gerados. Porém nenhum dos quatro clubes é denunciado no processo, apenas Peres e o G4.

A proprietária do imóvel alega no processo que firmou com os réus um contrato de aluguel para fins comerciais e que o locatário deixou de pagar todos os encargos da locação. Além do despejo, requer o pagamento do valor em atraso.

A inadimplência aconteceu após os clubes terem deixado de contribuir financeiramente com os cofres do G4, justificou uma fonte com trânsito na entidade ouvida pelo blog.

Outro lado

A assessoria de imprensa do Santos, que fora contatada pelo blog nesta quarta-feira (27) e havia optado por não se pronunciar, encaminhou na tarde desta quinta (28), após publicação do post, nota da Laticínios Catupiry Ltda., endereçada ao juiz responsável pelo caso, pedindo aditamento no texto do processo com readequação do valor da causa para R$ 32 mil e a exclusão de Peres do rol dos réus, mantendo apenas o G4.

Sobre o fato de o nome de Peres ainda constar do processo até a tarde desta quinta, a assessoria esclareceu que esse fato será corrigido após o ajuizamento do caso.

 


‘Globo Esporte’ não cita resultado da eleição no Santos e irrita torcedores
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Torcedores santistas se irritaram ao perceber que a edição do “Globo Esporte” desta segunda-feira (11) não trouxe o resultado da eleição no Santos realizada no último sábado. Alguns deles reclamaram de “má vontade” da emissora para com o clube.

O programa vai ao ar de segunda a sábado.

Procurada pelo blog, a Globo explicou que houve um problema técnico que impossibilitou a exibição da matéria, mas que a edição desta terça-feira (13) trará uma matéria apresentando o vencedor do pleito, José Carlos Peres.

A eleição santista, inclusive o resultado, teve ampla cobertura em outras plataformas do Grupo Globo.


‘A Globo não é o Lobo Mau do Santos’, dispara pré-candidato da oposição
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O empresário Andrés Rueda, 61, um dos pré-candidatos de oposição na eleição presidencial no Santos, tem como uma das plataformas eleitorais a abertura de uma maior linha de diálogo com a TV Globo, o que vai no sentido contrário da atual gestão, capitaneada por Modesto Roma, que já anunciou que tentará a reeleição à presidência do clube da Vila Belmiro.

Andrés Rueda, um dos pré-candidatos à presidência do Santos

Rueda já é conhecido no Santos. Além de ter integrado o conselho gestor da atual gestão, Rueda emprestou ao clube R$ 1,1 milhão que possibilitou a contratação do meia Lucas Lima. Segundo o empresário, proprietário da Uranet, empresa que atua na área de projetos de sistemas, sua saída do conselho não teve a ver com o empréstimo.

“A dívida foi repassada do clube a fornecedores, não havia impedimento para eu participar do conselho gestor, além do mais esse dinheiro já foi pago”, argumenta Rueda, sobre a insinuação de um possível conflito de interesses no passado.

O lançamento da pré-candidatura, agora em oposição à atual gestão, é justificada sob o argumento de que pretende ser uma opção à cultura tradicional dos cartolas do futebol. O plano, segundo ele, é implantar conceitos de gestão empresarial ao Santos, separando o futebol do cenário político do clube.

Rueda revelou ao blog a plataforma da Santástica União. Três dos principais itens:

Relação do clube com a TV Globo

“Não concordo com o relacionamento da atual gestão com a Globo, tem que parar com esse negócio de que a Globo é o monstrinho, o Lobo Mau, e o Santos a Chapeuzinho Vermelho; acredito que uma das primeiras coisas a ser feitas [se for eleito] será chamar Globo para sentar e conversar, assim como todos os parceiros. Acredito que a relação da atual gestão do clube com a Globo [assinatura com o Esporte Interativo sem ouvir a proposta da Globo e o episódio Eric Faria] tem a ver com o desaparecimento do Santos da TV aberta.”

Encolhimento da torcida

“Está para sair uma pesquisa que mostra que houve uma reação nesse sentido, foi registrado um crescimento. Para rejuvenescer a torcida, podem ser pensados convênios com a Prefeitura e o Governo do Estado, que têm à frente dois santistas [João Dória e Geraldo Alckmin], para levar a garotada das escolas aos estádios. Outra coisa, tem que acabar essa rivalidade entre torcedores que moram em Santos e em São Paulo. Quando o jogo for na Vila Belmiro, temos que pensar em um sistema que facilite a ida dos sócios adimplentes à Baixada, assim como tem que haver uma forma de facilitar a vinda dos sócios adimplentes da cidade de Santos para São Paulo quando a partida for no Pacaembu.”

“Big Brother” nas reuniões do conselho gestor

“Quero que as atas das reuniões do conselho gestor fiquem à disposição, algo que já estava previsto mas que nunca foi colocado em prática. O melhor mesmo, na minha opinião, seria filmar as reuniões, cada um dos membros do conselho teria de arcar com a responsabilidade de suas decisões sem ter condições de negar depois. Cada um dos membros do conselho representa uma base, com dezenas de conselheiros e sócios, e tem que dar satisfação para eles.”

 


Globo insiste em Corinthians e Santos (Libertadores) terá só exibição local
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo repetirá nesta quarta-feira o esquema de transmissão para a TV aberta adotado na semana passada, com Racing x Corinthians, pela Sulamericana, e Grêmio x Botafogo, pela Libertadores, para a rede.

A partida do Corinthians será exibida na TV aberta para todo o estado de São Paulo e o jogo do Santos, contra o Barcelona, pela Libertadores, em casa, para a baixada santista.

Havia a possibilidade de o esquema ser invertido, com o duelo do Santos passando para todo o estado. Um dos cenários que permitiria tal mudança seria o Corinthians aplicar uma goleada no Racing no jogo de ida, que tirasse a atratividade da partida de volta.

Na Globo, a escolha é justificada pelo momento do Corinthians, que segue na liderança do Brasileiro. Além disso, tradicionalmente, há o argumento de que o time do Parque São Jorge atrai mais audiência.

A partida de volta do Santos com o Barcelona será transmitido na TV por assinatura pela Fox Sports 2.

Apesar de ter registrado menos audiência do que Corinthians x Racing (1,35 pontos de audiência, no Fox Sports), Santos x Barcelona (0,89 ponto, no Fox Sports 2) atingiu números considerados bons, já que o Fox Sports está em mais pacotes do que o Fox Sports 2.

Na Vila Belmiro, a Libertadores é tratada como prioridade. Além disso, a Conmebol já enviou comunicado ao Santos com informações sobre ingressos e pacotes de viagem para o Mundial de Clubes. O clube só irá ao Mundial se for campeão da Libertadores.

 


Fifa deixa congelado prêmio de Mundial de Clubes; veja quanto campeão leva
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Fifa repetirá na edição do fim do ano do Mundial de Clubes a premiação da edição passada da competição.

Entre os clubes brasileiros, têm chance de ir ao Mundial Botafogo, Grêmio e Santos. O trio luta para ir à competição por meio da Libertadores, cujo vencedor será o representante da Conmebol no Mundial que será disputado nos Emirados Árabes.

As três equipes entram em campo pelo torneio continental nesta quarta-feira (13).

A entidade que controla o futebol mundial encaminhou aos clubes que participam das quartas-de-final da Libertadores comunicado, ao qual o blog teve acesso, com as premiações de 2017, que repetem os valores da temporada passada.

O campeão levará US$ 5 milhões (R$ 15,5 milhões); o vice, US$ 4 milhões (R$ 12,4 milhões); o terceiro colocado, US$ 2,5 milhões (R$ 7,75 milhões). A partir do quarto colocado, as premiações vão diminuindo em US$ 500 mil de acordo com a colocação até o sétimo colocado, que levará para casa US$ 500 mil (R$ 1,55 milhão).

Em uma aparente contradição, o campeão da Libertadores embolsará mais do que o campeão do Mundial de Clubes. Se Grêmio ou Santos, que entraram na fase de grupos da competição continental, levantar o troféu, ganhará US$ 7,75 milhões (R$ 24 milhões). Além da premiação fixa de US$ 3 milhões (R$ 9,3 milhões), há distribuição de bônus pela participação nas fases da Libertadores.

É justamente essa característica de competição de fôlego da Libertadores que permite que seu ganhador receba mais do que em um eventual título do Mundial de Clubes.

A Fifa também divulgou os valores oficiais dos ingressos do Mundial, que já tem garantidas as participações de Real Madrid, Pachuca, Auckland City e Al Jazeera.

A disputa pelos direitos de TV do Mundial de Clubes não animou as emissoras de TV e encalharam no Brasil. A versão estendida da Libertadores também causou problemas de logística para a competição.


Mundial de Clubes encalha no Brasil, e Fifa adia leilão por direitos de TV
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O leilão dos direitos de TV do Mundial de Clubes da Fifa não atingiu, pela segunda vez seguida, o patamar mínimo esperado, mas desta vez a entidade que controla o futebol mundial decidiu encerrar o leilão atual e adiar a realização de uma nova rodada de lances.

Esta já era a segunda rodada de lances convocada pela Fifa.

Os lances da segunda rodada foram feitos enquanto o Palmeiras ainda estava vivo na Libertadores, cujo campeão garante vaga em uma das semifinais do Mundial, que este ano será realizado nos Emirados Árabes.

Em um cenário com a possibilidade de o Palmeiras participar do Mundial de Clubes, o apetite por seus direitos era maior. Não apenas pelo “nome” do Palmeiras, mas por conta de sua patrocinadora, a Crefisa.

Executivos de TV argumentam que, com o Palmeiras no Mundial, haveria o interesse natural da financeira em adquirir cotas de TV do Mundial. Não é segredo que um dos objetivos da dona da Crefisa, Leila Pereira, é ver o clube do Parque Antarctica ganhar o Mundial.

Assim, a eliminação do Palmeiras diminuiu o apetite das emissoras.

Agora, restam três times brasileiros no torneio continental: Santos, Grêmio e Botafogo. Se nenhum brasileiro se classificar ao Mundial, a Fifa corre o risco de ver o torneio ficar ainda mais desvalorizado no país.

Um terceiro fator que trabalha contra as chances do Mundial são os planos da Fifa de substituí-lo por um outro modelo. No mercado, o raciocínio é o de que os planos da Fifa servem como uma admissão de que o formato atual não está funcionando. A analogia é com o modelo de um carro que já se sabe que será substituído daqui a seis meses: “Quem terá o interesse de comprar o modelo atual?”.

A escassez de tempo entre a final da Libertadores e a estreia de seu campeão no Mundial de Clubes se transformou em problema de logística: entre a segunda partida da final da Libertadores, em 29 de novembro, e a estreia do representante sul-americano na competição, em 12 de dezembro, há uma janela de menos de duas semanas.

Há também a questão de prioridades, já que os próximos meses acontecerão os leilões dos direitos dos jogos da seleção, Champions e Libertadores, entre outros direitos de TV, conjugada à forte crise financeira que o país atravessa, que afetou negativamente o mercado publicitário.

Os direitos do Mundial de Clubes já foram definidos em outros mercados que têm representantes na Libertadores, como é o caso da Argentina. Lá, a Fox Sports adquiriu os direitos de TV.


Globo escolhe Corinthians e deixa Santos (na Libertadores) em 2º plano
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo transmitirá Corinthians x Racing para o Estado de São Paulo, pelas oitavas de final da Copa Sulamericana, no próximo dia 13, na TV aberta.

A exceção no Estado de São Paulo ficará para a cidade de Santos, para onde, na mesma noite e horário, 21h45, será exibida a partida do clube da Vila Belmiro contra o Barcelona de Guayaquil, válida pelas quartas-de-final da Libertadores.

Já o confronto entre Botafogo e Grêmio, pela Libertadores, também no mesmo dia e horário, será transmitido para o Rio e o Rio Grande do Sul.

A edição mais longa da Libertadores, que encavalou com a Sulamericana, dificultou a tarefa dos programadores da Globo ao compor a grade de transmissão.

Para os jogos de volta, foi decidido que o mesmo esquema será mantido, a não ser que uma das equipes consiga um resultado que tire a atratividade da segunda partida. Como por exemplo se o Corinthians aplicar uma goleada sobre o rival argentino.


Mundial de Clubes da Fifa terá ingresso que custará mais do que R$ 1,2 mil
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O preço (oficial) de alguns ingressos das partidas do Mundial de Clubes da Fifa superam a marca dos R$ 1.200,00, segundo comunicado da entidade máxima do futebol aos clubes que disputam as quartas-de-final da Libertadores ao qual o blog teve acesso.

O Brasil tem três chances de participar do Mundial, em Abu Dhabi, já que Botafogo, Grêmio e Santos seguem vivos na Libertadores, que dá passagem à competição. O documento serve também para que os clubes comecem a planejar com seus torcedores os preparativos para sua eventual participação no Mundial de Clubes.

O Brasil tem três chances de participar do Mundial, em Abu Dhabi, já que Botafogo, Grêmio e Santos seguem vivos na Libertadores, que dá passagem à competição.

O ingresso disponibilizado para comercialização mais caro da competição é o Premium para a final e decisão do terceiro colocado, em 16 de dezembro, em Abu Dhabi, ao custo de US$ 408 (R$ 1.281). Os bilhetes para os lugares correspondentes às categorias 1, 2 e 3 saem por, respectivamente, US$ 95,2 (R$ 298,9), US$ 40,8 (R$ 128,1) e US$ 21,76 (68,3).

Os preços dos ingressos para a primeira e segunda fase da competição, decisão do quinto colocado e primeira semifinal saem bem mais em conta. O ingresso Premium custa US$ 204 (R$ 640), e os bilhetes das categorias 1, 2 e 3, ficam em US$ 27,2 (85,4), US$ 13,6 (R$ 42,7) e US$ 5,44 (R$ 17).

Os ingressos premium da segunda semifinal, que terá o Real Madrid, custarão um pouco mais caro: US$ 272 (R$ 854). Os das categorias 1, 2 e 3 saem por US$ 68 (R$ 213,5), US$ 100 (R$ 85,4) e US$ 10,88 (R$ 34,1).

Cada clube receberá 40 ingressos de cortesia: 2 Very VIP, 8 VIP e 30 da categoria 1. Além disso, poderá adquirir, para cada partida em que for participar, 25 ingressos da categoria 1, 100 da categoria 2 e 123 da categoria 3.

Fora isso, no caso do vencedor da Libertadores, poderá reservar para aquisição de seus torcedores ingressos nas categorias 2 e 3 para sua semifinal (respectivamente 200 e 190) e, eventualmente, para a final (500 e 500).

O Comitê Organizador Local do Mundial de Clubes também disponibilizará pacotes turísticos para os torcedores partindo de três origens:

México: Pacote com 8 noites, para duas pessoas, em hotel 3 estrelas, ingressos para 4 partidas e vôo de volta na classe econômica, ao custo de US$ 1.700 (R$ 5.338)

Auckland: Pacote com 10 noites, para duas pessoas, em hotel 3 estrela, ingressos para 5 partidas e vôo de volta na classe econômica, ao custo de US$ 2.250 (R$ 7.065)

Madrid: Pacote com 5 noites, para duas pessoas, em hotel 3 estrelas, ingressos para 2 partidas e vôo de volta na classe econômica, ao preço de US 900 (R$ 2.826).