Blog do Ohata

Arquivo : Copa do Mundo

Jorginho é contratado pelo Fox Sports para comentar a Copa do Mundo
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O técnico Jorginho foi contratado pelo Fox Sports para comentar a Copa do Mundo e estreia já na edição deste domingo do programa “Debate Final Especialistas”, que vai ao ar a partir das 22h30. Ele terá como companheiros de bancada Jô Soares, Luxemburgo, Parreira e Zé Ricardo.

Apesar de falar sobre todos os assuntos ligados à Copa, o campeão mundial acredita que foi lembrado pelo canal especialmente por sua intimidade com o futebol alemão, onde jogou por muito tempo. Antes de assumir -e deixar- o comando do Ceará no Brasileiro, técnico e emissora já vinham conversando.

A Globo sublicenciou os direitos de transmissão da Copa do Mundo para o Fox Sports na TV por assinatura.


Fox Sports fecha com Juninho Paulista e Marco Aurélio Cunha para a Copa
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O canal Fox Sports fechou com Juninho Paulista e Marco Aurélio Cunha como comentaristas para a transmissão da Copa do Mundo da Rússia.

Juninho Paulista havia recebido proposta também do SporTV, o outro canal da TV por assinatura com direitos de transmissão do Mundial, mas terminou optando pelo Fox Sports. O ex-campeão mundial e atual gestor do Ituano desembarca no Rio neste domingo (17) e estreia na emissora na segunda-feira (18), onde comentará até sexta-feira. Uma semana depois, retorna ao Rio para participar de programas como comentarista por mais cinco dias.

Ele foi contratado especificamente para comentar a Copa, já que não pretende deixar a carreira de dirigente, tendo inclusive concluído uma pós-graduação na área de gestão empresarial na USP.

Marco Aurélio Cunha, também com passagem pelo São Paulo, mas como dirigente, ocupa atualmente o cargo de coordenador de seleções femininas na CBF, que deu permissão para seu trabalho no microfone. “O Fox Sports fica a cinco minutos da CBF, então vai dar para conciliar todos os meus afazeres, já que os comentários ocuparão uma pequena parte do meu dia e serão apenas durante a Copa”, disse Cunha.

Carlos Alberto Parreira, Zé Ricardo e Jair Ventura já haviam sido anunciados como reforços ao apresentador, autor e humorista Jô Soares, e aos técnicos Vanderlei Luxemburgo e Abel Braga no programa “Debate Final Especialistas”.

 


ESPN Brasil já decidiu o que transmitirá no horário das partidas da Copa
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A ESPN Brasil já definiu o que exibirá no horário das partidas da Copa do Mundo: O novo programa “Tempo Real”, que terá a participação de seis apresentadores, e mais um “elenco de apoio” que, ao vivo, por meio de mídias sociais, irá tirar dúvidas do telespectador sobre arbitragem, táticas e estatísticas.

O formato do programa foi pensado para ser atraente, especialmente, ao público acostumado a interagir em tempo real com mídias como o Facebook e o Twitter. A ESPN abriu mão de negociar os direitos de transmissão de TV desta edição do Mundial.

Gravação de um episódio-teste do “Tempo Real”, em um dos diversos cenários do programa

Em cenários separados, três duplas formadas por Alex Tseng e Luciano Amaral; Dudu Monsanto e Fernando Nardini e Flavio Ortega e Renan do Couto, apresentarão a atração. Eles acionarão, enquanto a bola estiver rolando, especialistas, como o ex-árbitro Salvio Spinola, o especialista em estatísticas Ricardo Spinelli, ou os comentaristas da casa. As duplas, e eventualmente os convidados dividirão, a tela em dois cenários distintos, e convidarão o público a participar ao vivo da transmissão com perguntas e comentários que poderão ser enviados aos apresentadores por meio das mídias sociais.

Assim, quando houver um lance duvidoso, Spinola dará sua opinião se foi ou não, pênalti, se houve ou não impedimento ou se a expulsão foi ou não correta. O programa acompanhará também como reagem as redes sociais de jogadores e seleções, além de trazer o histórico dos jogadores em Copas.

A ideia é que, enquanto o telespectador acompanha a partida, a ESPN Brasil funcione como uma “segunda tela”, mais ou menos como acontecia muito há até pouco tempo, quando um telespectador assistia o jogo pela TV e acompanhava a narração pelo rádio. Mas, em vez de um narrador alternativo, o canal buscará proporcionar pelo conteúdo que poderá ser acessado também via celular, tablet ou computador, informações que enriqueçam a experiência de assistir as partidas.

De um outro cenário, os comentaristas irão interagir com os apresentadores

Os comentaristas foram divididos por seleções: Alemanha (Gerd Wenzel), Argentina (Mauro Cezar Pereira), Bélgica (Mário Marra), Espanha (Paulo Calçade), França (Stéphane Darmani), Inglaterra (Rafael Oliveira), México (André Kfouri), Portugal (Leonardo Bertozzi) e Uruguai (Gian Oddi).

 


Vanderlei Luxemburgo acerta com Fox Sports para comentar a Copa do Mundo
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O técnico Vanderlei Luxemburgo acertou com os canais Fox Sports para comentar a Copa do Mundo da Rússia, o blog apurou.

O acordo, porém, libera Luxemburgo da função de comentarista do Mundial se nesse meio tempo surgir a oportunidade de ele assumir alguma equipe de futebol.

Não é segredo que Luxemburgo permanece no mercado para reassumir a posição de técnico, desde que deixou o comando do Sport.

O canal tem em seu elenco de comentaristas um desafeto do técnico, Edmundo, ex-comandado de Luxemburgo na época de Palmeiras.

O Fox Sports tem reforçado sua equipe no Brasil, já que transmitirá todas as partidas da Copa em seus dois canais na TV por assinatura após fechar um contrato de sublicenciamento com o Grupo Globo.

O canal confirmou a ida de mais de cem profissionais à Rússia, entre eles Benjamin Back, Edmundo, Fabio Sormani, Osvaldo Pascoal, Flávio Gomes, Mauricio Borges, João Guilherme, PVC, Luciano Calheiros, Rodrigo Bueno, Leandro Quesada, Eugênio Leal e Carlos Simon.

Se esses profissionais já “carimbaram” os passaportes, mistério cerca outros nomes, já que o planejamento da emissora prevê que uma parte da equipe ficará na retaguarda, desempenhando do Brasil atividades ligadas ao Mundial.

A Copa do Mundo integra a estratégia do Grupo Fox ao lançar o Fox+, aplicativo por meio do qual será possível assistir vários canais do grupo, entre eles os canais Fox Sports, sem depender necessariamente de uma operadora.

Procurado pelo blog, o canal Fox Sports não confirmou a informação oficialmente.


Fox Sports oferece partidas da Copa até para quem não é assinante de TV
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O canal Fox Sports oferecerá as partidas da Copa do Mundo, por meio de celulares, tablets e computadores, para quem tem um serviço de internet, até mesmo aqueles que não assinam nenhum dos pacotes oferecidos pelas operadoras de TV por assinatura.

O anúncio foi feito pelo Grupo Fox durante evento realizado em São Paulo na noite desta terça-feira (3). O novo serviço estará disponível até o fim de abril ao custo de R$ 34,90.

Será por meio de um serviço de TV online chamado Fox+ que englobará os outros canais do grupo, incluindo os dedicados a séries e variedades, como Fox Premium, Fox, Fox Life, FX, National Geographic, Nat Geo Wild, Nat Geo Kids e Baby TV etc.

O novo produto tem o slogan de “Fox+ sua primeira TV online chegou”. Trata-se de um serviço de streaming totalmente independente da assinatura de um pacote de TV.

Os canais Fox Sports fecharam com o Grupo Globo um acordo de sublicenciamento de todas as partidas da Copa da Rússia. Os jogos do Mundial, bem como de outros torneios, como Libertadores e Sulamericana, são vistos como estrategicamente fundamentais para a nova plataforma, já que é sabido que os eventos de esporte, especialmente os transmitidos ao vivo, tem grande apelo junto ao público.

Com Karla Torralba, do UOL em São Paulo


Globo fixa ‘JN’ em Moscou, e ‘afasta’ âncora Renata Vasconcellos da seleção
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O “Jornal Nacional”, nesta edição da Copa do Mundo, ficará ancorado em Moscou, coração do Mundial, quebrando a tradição que se repete desde o Mundial de 2002, quando o programa passou a “seguir” a seleção brasileira. A apresentação, do estúdio montado na capital russa, ficará a cargo da jornalista Renata Vasconcellos, que pela primeira vez será a âncora do “JN” durante a Copa do Mundo.

Apesar de o “JN” não ter o mesmo caráter itinerante de edições passadas, seu QG não ficará totalmente longe da seleção. Já na fase de grupos, receberá uma “visita” da seleção, no dia 27 de junho, quando o Brasil enfrentar os sérvios, na Arena Spartak, na capital do país. Depois, a seleção dos comandados do técnico Tite retorna a Moscou apenas em uma das semifinais, ou em uma eventual final.

Em 2002, na Copa da Coréia do Sul e Japão, a então apresentadora do “JN”, Fátima Bernardes, acompanhou a equipe de Luiz Felipe Scolari por toda a Ásia, em CTs, hotéis ou estádios, frequentando inclusive o ônibus da seleção, onde levantou a taça do Mundial, e com isso ficou com a imagem fortemente identificada à Copa perante o público telespectador brasileiro. A tradição, inclusive com a realização de passagens de Fátima ao lado do narrador Galvão Bueno no interior do hotel da seleção, prosseguiu na Alemanha-2006.

Mas na edição do Mundial de 2010, na África do Sul, quando o técnico Dunga impôs restrições ao acesso a jogadores, a apresentadora passou por momentos constrangedores, em relação às edições anteriores, quando fez passagens do lado de fora do hotel, sob o frio.

O “JN”, apresentado por Patrícia Poeta, mesmo com as dimensões continentais do Brasil, continuou seguindo o selecionado brasileiro.

 

 


ESPN renova com Djalminha e Fábio Luciano para evitar assédio pré-Copa
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A ESPN Brasil agilizou para esta semana a renovação dos contratos dos ex-jogadores e comentaristas Djalminha e Fábio Luciano. O canal, há semanas, ligou o sinal de alerta em relação aos contratos de comentaristas boleiros que estavam para expirar.

Trata-se de um processo de blindagem para se proteger do assédio de emissoras rivais, que estão no mercado à procura de “talents” com perfil boleiro às vésperas da Copa do Mundo da Rússia, e que havia se tornado um motivo de preocupação, o blog apurou.

Com essa estratégia, a direção do canal garantiu a permanência na emissora do time-base de uma de suas principais atrações, o “Resenha ESPN”, programa exibido nas noites de domingo. O quinteto de ex-jogadores formado por Zetti, Amoroso, Luizão, Zé Elias e Alex já havia renovado com o canal, enquanto o ex-palmeirense Cesar Sampaio foi contratado pela emissora na semana passada.


Esporte Interativo abre mão de direitos da Copa, mas busca enviar equipe
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O canal Esporte Interativo definiu que não buscará adquirir os direitos de transmissão da Copa do Mundo. O que ainda está em aberto é se a emissora do grupo Turner enviará, ou não, uma equipe à Rússia para realizar uma cobertura alternativa, fora dos estádios, na linha “Copa sem bola”. O canal produziu um projeto que para sair do papel depende da captação de cotas de patrocínio no mercado.

Pesou na decisão do canal, entre outros fatores, o possível retorno institucional e especialmente financeiro do Mundial, que não justificariam um investimento desse porte, dado o pouco tempo até a Copa para tentar vender um pacote com os jogos da competição.  Optou-se por concentrar energias nos eventos que já são da casa e que ocuparão sua tela nos próximos meses, como a Champions e a Copa do Nordeste, um produto que embora de cunho regional, tem alcançado bons índices de audiência, explicou executivo do grupo.

O detentor dos direitos de transmissão da Copa do Mundo no Brasil é o Grupo Globo, que já os sublicenciou na TV por assinatura ao Fox Sports. Embora Esporte Interativo e Grupo Globo disputem os direitos de transmissão do Brasileiro a partir de 2019, e não tenham entrado em acordo em relação à renovação do sublicenciamento da Copa do Nordeste, houve evolução em sua interlocução.


Crise financeira faz Band desistir de transmitir a Copa do Mundo-2018
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Com Rogério Jovaneli

Após meses de negociação, a Band desistiu dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2018 junto à Globo. A emissora ainda não divulgou o motivo, mas o blog apurou que a razão foi financeira e que a Band não apresentou garantias financeiras exigidas pela Globo para fechar o contrato de sublicenciamento das partidas.

A Band estava convicta de que fecharia o contrato, tanto que após acordo verbal com a Globo, gravou em novembro chamadas para a Copa, protagonizadas por apresentadores da casa, que seriam veiculadas durante a programação. Representantes de agências de publicidade que procuraram o departamento comercial da casa ouviam que a emissora exibiria metade das 64 partidas do Mundial.

Porém a direção da emissora pesou os pontos fortes de ter um ótimo produto como a Copa, contra sua curta duração e custos e acabou tomando sua decisão. Circulava o rumor de que a Band teria a garantia de patrocínios estatais que acabaram não se materializando.

Pesou para a decisão também a opção da direção da Band por uma programação mais enxuta, que garanta um bom faturamento, como os programas de auditório.

Comenta-se, inclusive, que é possível que a cobertura da emissora da Copa se limite apenas ao envio do repórter Fernando Fernandes à Rússia, munido de câmera. Inclusive, já teria havido pedido à CBF da liberação do profissional ao menos para o acompanhamento das coletivas de Tite. E, de resto, só reportagens nas ruas. Há, ainda, a tentativa de se destinar uma verba para envio de mais equipes circulando pelo país europeu.

Por meio de informe, a Band já comunicou aos seus funcionários a desistência da transmissão da Copa do Mundo por centrar “esforços e no desenvolvimento de programas próprios”.

A Band passa por uma forte crise, que a fez abrir mão das transmissões do Paulista e Brasileiro nos últimos anos, bem como provocou a demissão de dezenas de profissionais nos últimos meses, incluindo o melhor narrador da casa, Téo José. A Band vinha exibindo os jogos da Copa do Mundo desde 2010.

Com o fim da negociação com a Band, a Globo mantém a exclusividade da exibição da Copa do Mundo na TV aberta.

Em nota, a Band informou que a desistência de negociar os direitos da Copa tem fundo estratégico. Leia abaixo:

“Em função da mudança estratégica da Band, que em 2018 amplia o seu investimento numa programação diversificada e cada vez mais alinhada ao gosto do público brasileiro, a emissora optou por deixar de transmitir a próxima Copa do Mundo, concentrando seus esforços no desenvolvimento e lançamento de programas próprios. Mais de dez novas atrações já estão confirmadas na composição da grade, sendo que oito delas estreiam até abril. O evento de apresentação ao mercado publicitário está marcado para o dia 27 de fevereiro”.


Band dispensa Téo José, e tem chances remotas de transmitir a Copa do Mundo
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Band deixou de renovar o contrato com seu principal narrador, Téo José.  A emissora havia sinalizado, em novembro, que renovaria o contrato com o narrador. Porém posteriormente houve demissão coletiva na Band, que atingiu até quem negociava direitos da Copa.

A saída de Téo José da Band, após um período de 12 anos, foi revelada pelo colunista do UOL Flavio Ricco e confirmada pelo blog.

“Para mim foi uma surpresa, já que em novembro falaram que eu seria mantido, esticaram meu contrato até o fim de janeiro, apesar de ele ter vencido em dezembro. Mas fui avisado ontem [quarta-feira] sobre a decisão”, disse Téo José ao blog. “Foram quatro meses muito ruins desde outubro do ano passado, quando começou a negociação, narrador sofre com esse tipo de indefinição. A decisão foi deles [Band], por mim ficaria na casa pelo menos mais esse ano. Pode ser que tenha pesado o momento econômico que o país vive.”

A possibilidade de a Band transmitir 32 jogos da Copa ao vivo diminui a cada dia que passa, e esbarra numa cláusula no contrato de sublicenciamento dos direitos de TV com a Globo que exige a apresentação de garantias financeiras. Há quem participe da negociação que já dá o caso como perdido, o blog apurou. A emissora paulista enfrenta dificuldades financeiras. Até quem antes na Band dava como certo que a emissora exibiria as partidas Copa do Mundo da Rússia, agora adota um tom mais sóbrio em relação à possibilidade.

Há tempos circula no mercado o rumor de que a Band conta com três patrocinadores, provavelmente estatais, que teriam interesse em adquirir cotas do Mundial. Porém até o momento a possibilidade não se converteu em realidade.

Como plano “B”, já foi sugerido nas tratativas a possibilidade de a Band adquirir highlights dos jogos do Mundial, diferentes aos daqueles cedidos gratuitamente por lei, e com custo bem menor do que as partidas ao vivo.

Apesar disso, internamente, a Band diz que ainda está na disputa pelos direitos de transmissão da Copa do Mundo da Rússia.

A Band mantém dois eventos fortemente identificados com a narração de Téo José, a Champions, competição que se estende até maio, e com a qual a Band vinha conseguindo bons índices de audiência na TV aberta, e a Indy. A emissora tem lançado mão nas transmissões esportivas na TV aberta de profissionais da sua rádio e do canal por assinatura Bandsports.