Blog do Ohata

Arquivo : Grêmio

Fifa deixa congelado prêmio de Mundial de Clubes; veja quanto campeão leva
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Fifa repetirá na edição do fim do ano do Mundial de Clubes a premiação da edição passada da competição.

Entre os clubes brasileiros, têm chance de ir ao Mundial Botafogo, Grêmio e Santos. O trio luta para ir à competição por meio da Libertadores, cujo vencedor será o representante da Conmebol no Mundial que será disputado nos Emirados Árabes.

As três equipes entram em campo pelo torneio continental nesta quarta-feira (13).

A entidade que controla o futebol mundial encaminhou aos clubes que participam das quartas-de-final da Libertadores comunicado, ao qual o blog teve acesso, com as premiações de 2017, que repetem os valores da temporada passada.

O campeão levará US$ 5 milhões (R$ 15,5 milhões); o vice, US$ 4 milhões (R$ 12,4 milhões); o terceiro colocado, US$ 2,5 milhões (R$ 7,75 milhões). A partir do quarto colocado, as premiações vão diminuindo em US$ 500 mil de acordo com a colocação até o sétimo colocado, que levará para casa US$ 500 mil (R$ 1,55 milhão).

Em uma aparente contradição, o campeão da Libertadores embolsará mais do que o campeão do Mundial de Clubes. Se Grêmio ou Santos, que entraram na fase de grupos da competição continental, levantar o troféu, ganhará US$ 7,75 milhões (R$ 24 milhões). Além da premiação fixa de US$ 3 milhões (R$ 9,3 milhões), há distribuição de bônus pela participação nas fases da Libertadores.

É justamente essa característica de competição de fôlego da Libertadores que permite que seu ganhador receba mais do que em um eventual título do Mundial de Clubes.

A Fifa também divulgou os valores oficiais dos ingressos do Mundial, que já tem garantidas as participações de Real Madrid, Pachuca, Auckland City e Al Jazeera.

A disputa pelos direitos de TV do Mundial de Clubes não animou as emissoras de TV e encalharam no Brasil. A versão estendida da Libertadores também causou problemas de logística para a competição.


Mundial de Clubes encalha no Brasil, e Fifa adia leilão por direitos de TV
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O leilão dos direitos de TV do Mundial de Clubes da Fifa não atingiu, pela segunda vez seguida, o patamar mínimo esperado, mas desta vez a entidade que controla o futebol mundial decidiu encerrar o leilão atual e adiar a realização de uma nova rodada de lances.

Esta já era a segunda rodada de lances convocada pela Fifa.

Os lances da segunda rodada foram feitos enquanto o Palmeiras ainda estava vivo na Libertadores, cujo campeão garante vaga em uma das semifinais do Mundial, que este ano será realizado nos Emirados Árabes.

Em um cenário com a possibilidade de o Palmeiras participar do Mundial de Clubes, o apetite por seus direitos era maior. Não apenas pelo “nome” do Palmeiras, mas por conta de sua patrocinadora, a Crefisa.

Executivos de TV argumentam que, com o Palmeiras no Mundial, haveria o interesse natural da financeira em adquirir cotas de TV do Mundial. Não é segredo que um dos objetivos da dona da Crefisa, Leila Pereira, é ver o clube do Parque Antarctica ganhar o Mundial.

Assim, a eliminação do Palmeiras diminuiu o apetite das emissoras.

Agora, restam três times brasileiros no torneio continental: Santos, Grêmio e Botafogo. Se nenhum brasileiro se classificar ao Mundial, a Fifa corre o risco de ver o torneio ficar ainda mais desvalorizado no país.

Um terceiro fator que trabalha contra as chances do Mundial são os planos da Fifa de substituí-lo por um outro modelo. No mercado, o raciocínio é o de que os planos da Fifa servem como uma admissão de que o formato atual não está funcionando. A analogia é com o modelo de um carro que já se sabe que será substituído daqui a seis meses: “Quem terá o interesse de comprar o modelo atual?”.

A escassez de tempo entre a final da Libertadores e a estreia de seu campeão no Mundial de Clubes se transformou em problema de logística: entre a segunda partida da final da Libertadores, em 29 de novembro, e a estreia do representante sul-americano na competição, em 12 de dezembro, há uma janela de menos de duas semanas.

Há também a questão de prioridades, já que os próximos meses acontecerão os leilões dos direitos dos jogos da seleção, Champions e Libertadores, entre outros direitos de TV, conjugada à forte crise financeira que o país atravessa, que afetou negativamente o mercado publicitário.

Os direitos do Mundial de Clubes já foram definidos em outros mercados que têm representantes na Libertadores, como é o caso da Argentina. Lá, a Fox Sports adquiriu os direitos de TV.


Globo escolhe Corinthians e deixa Santos (na Libertadores) em 2º plano
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo transmitirá Corinthians x Racing para o Estado de São Paulo, pelas oitavas de final da Copa Sulamericana, no próximo dia 13, na TV aberta.

A exceção no Estado de São Paulo ficará para a cidade de Santos, para onde, na mesma noite e horário, 21h45, será exibida a partida do clube da Vila Belmiro contra o Barcelona de Guayaquil, válida pelas quartas-de-final da Libertadores.

Já o confronto entre Botafogo e Grêmio, pela Libertadores, também no mesmo dia e horário, será transmitido para o Rio e o Rio Grande do Sul.

A edição mais longa da Libertadores, que encavalou com a Sulamericana, dificultou a tarefa dos programadores da Globo ao compor a grade de transmissão.

Para os jogos de volta, foi decidido que o mesmo esquema será mantido, a não ser que uma das equipes consiga um resultado que tire a atratividade da segunda partida. Como por exemplo se o Corinthians aplicar uma goleada sobre o rival argentino.


Mundial de Clubes da Fifa terá ingresso que custará mais do que R$ 1,2 mil
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O preço (oficial) de alguns ingressos das partidas do Mundial de Clubes da Fifa superam a marca dos R$ 1.200,00, segundo comunicado da entidade máxima do futebol aos clubes que disputam as quartas-de-final da Libertadores ao qual o blog teve acesso.

O Brasil tem três chances de participar do Mundial, em Abu Dhabi, já que Botafogo, Grêmio e Santos seguem vivos na Libertadores, que dá passagem à competição. O documento serve também para que os clubes comecem a planejar com seus torcedores os preparativos para sua eventual participação no Mundial de Clubes.

O Brasil tem três chances de participar do Mundial, em Abu Dhabi, já que Botafogo, Grêmio e Santos seguem vivos na Libertadores, que dá passagem à competição.

O ingresso disponibilizado para comercialização mais caro da competição é o Premium para a final e decisão do terceiro colocado, em 16 de dezembro, em Abu Dhabi, ao custo de US$ 408 (R$ 1.281). Os bilhetes para os lugares correspondentes às categorias 1, 2 e 3 saem por, respectivamente, US$ 95,2 (R$ 298,9), US$ 40,8 (R$ 128,1) e US$ 21,76 (68,3).

Os preços dos ingressos para a primeira e segunda fase da competição, decisão do quinto colocado e primeira semifinal saem bem mais em conta. O ingresso Premium custa US$ 204 (R$ 640), e os bilhetes das categorias 1, 2 e 3, ficam em US$ 27,2 (85,4), US$ 13,6 (R$ 42,7) e US$ 5,44 (R$ 17).

Os ingressos premium da segunda semifinal, que terá o Real Madrid, custarão um pouco mais caro: US$ 272 (R$ 854). Os das categorias 1, 2 e 3 saem por US$ 68 (R$ 213,5), US$ 100 (R$ 85,4) e US$ 10,88 (R$ 34,1).

Cada clube receberá 40 ingressos de cortesia: 2 Very VIP, 8 VIP e 30 da categoria 1. Além disso, poderá adquirir, para cada partida em que for participar, 25 ingressos da categoria 1, 100 da categoria 2 e 123 da categoria 3.

Fora isso, no caso do vencedor da Libertadores, poderá reservar para aquisição de seus torcedores ingressos nas categorias 2 e 3 para sua semifinal (respectivamente 200 e 190) e, eventualmente, para a final (500 e 500).

O Comitê Organizador Local do Mundial de Clubes também disponibilizará pacotes turísticos para os torcedores partindo de três origens:

México: Pacote com 8 noites, para duas pessoas, em hotel 3 estrelas, ingressos para 4 partidas e vôo de volta na classe econômica, ao custo de US$ 1.700 (R$ 5.338)

Auckland: Pacote com 10 noites, para duas pessoas, em hotel 3 estrela, ingressos para 5 partidas e vôo de volta na classe econômica, ao custo de US$ 2.250 (R$ 7.065)

Madrid: Pacote com 5 noites, para duas pessoas, em hotel 3 estrelas, ingressos para 2 partidas e vôo de volta na classe econômica, ao preço de US 900 (R$ 2.826).

 

 


‘Palmeiras segue campeão de 1º torneio mundial’, diz cartola que o resgatou
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O ex-vice de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo, coordenador da pesquisa que culminou no reconhecimento da Copa Rio-51 como primeiro Mundial, pedirá informações detalhadas sobre a decisão da entidade de não reconhecer oficialmente competições anteriores a 2.000 como Mundiais.

“De toda a forma, a Fifa reconhece a Copa Rio de 1951, vencida pelo Palmeiras, como a primeira competição de clubes de cunho mundial”, argumenta Frizzo. “A Fifa apenas decidiu não reconhecer como Mundial o que não foi organizado por ela.”

Segundo Frizzo, o Palmeiras segue ao lado de Santos, Grêmio, Flamengo e São Paulo como campeão mundial, mas de uma versão que não foi organizada pela Fifa.

O cartola aponta que a Fifa encaminhou ao Palmeiras documentação oficial atestando a primazia do clube do Parque Antarctica.

Ao ser questionado sobre as brincadeiras de torcedores de outros clubes que questionaram como fica o Mundial do Palmeiras agora, Frizzo retrucou: “A grandeza do Palmeiras em sua história faz com que os adversários a todo momento tentem denegri-lo.”

O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, não se manifestou sobre a questão.

 


Globo turbina cotas dos 4 grandes e renova Gaúcho e Mineiro por mais 5 anos
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo e Globosat renovaram por mais cinco anos os contratos de transmissão do Gaúcho e do Mineiro, pelo período que começa este ano e se estende até 2021, para todas as mídias (TV aberta, fechada e pay-per-view).

Grêmio, Internacional, Atlético-MG e Cruzeiro, os quatro principais clubes das duas praças, tiveram aumento substancial de receitas, fruto da negociação do pacote, realizada pela Globo diretamente com as federações estaduais, o blog apurou.

Entre os principais estaduais, a Globo já havia renovado o contrato de transmissão do Paulista e negocia o do Estadual do Rio, no qual só o Flamengo não fechou ainda.

A negociação esbarra em questões políticas do clube com a Federação do Rio, que respingam na questão de TV.

Como no Brasil o que decide as transmissões é a Lei Pelé e não o mando de campo, caso não assine com a Globo, o Flamengo não terá seus jogos transmitidos por ninguém.

A Lei Pelé dita que para que uma partida seja exibida, os dois times têm que ter contratos com uma mesma emissora.

As tratativas dos direitos de TV passaram a ficar mais acirradas desde a introdução do Esporte Interativo, rival do SporTV, pelos direitos do Brasileiro.


Globo assina com mais três times na TV fechada e chega a 13 clubes
Comentários Comente

Eduardo Ohata

*Atualizada às 15h20
A Globo elevou para pelo menos 13 o número de clubes com quem renovou contrato para o Brasileiro na TV fechada para as temporadas 2019-24. A Globosat acaba de assinar com Chapecoense, Avaí e Náutico, este blog apurou.

Já haviam fechado com a programadora dez outros clubes: Corinthians, São Paulo, Grêmio, Fluminense, Botafogo, Vasco, Atlético-MG, Cruzeiro, Vitória e Sport.

O Esporte Interativo confirmou que acertou com, ao menos, sete agremiações: Santos, Atlético-PR, Bahia, Ceará, Joinville, Sampaio Corrêa e Paysandu.

Porém, em documentação encaminhada pela Turner (proprietária do Esporte Interativo) ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), o grupo afirma que o número de clubes que assinaram com ele chega a 15. Fora os já mencionados, são citados Coritiba, Santa Cruz, Ponte Preta, Criciúma, Fortaleza, Paraná, Sport, que fechou com a Globo, e Figueirense.

Mas no caso do último clube, o presidente de seu conselho deliberativo, Carlos Aragão, nega a informação de que o clube já assinou com o Esporte Interativo. Segundo ele, a celebração de tal documento passaria pela aprovação de uma reunião do conselho,  que provavelmente acontecerá em junho. A reunião de abril tem como pauta a aprovação das contas do ano passado.

Aragão confirma que o clube tem duas propostas, ao contrário do que aconteceu com o Internacional, por exemplo, que tinha apenas a proposta da Turner para ratificar na reunião do conselh0, já que o executivo do clube não quis negociar com a Globosat.

“Como o período do contrato ultrapassa a atual gestão, que se encerra em 2018, a assinatura terá que ter a aprovação do conselho deliberativo”, explica Aragão. “Recebemos propostas de Esporte Interativo e Globo, que inclusive melhorou sua oferta em relação à oferta original. O presidente [Wilfredo Brillinger] não assinou nada.”

Procurado pelo blog, Brillinger não atendeu as ligações para seu celular e tampouco respondeu mensagem enviada via WhattsApp.

 

LEIA MAIS:
Esporte Interativo adota tática de guerrilha contra a Globo
Globo triplica premiação a clubes por título do Brasileiro a partir de 2019
Cade investiga retaliação da Globo por Brasileiro, mas clubes negam
Esporte Interativo fecha Brasileiro com 15 clubes, sendo sete da Série A
CBF negocia Copa do Brasil com Esporte Interativo
Tática do Esporte Interativo transforma futebol em incógnita
Acerto com Esporte Interativo passar a exigir exercício de futurologia
Globo aumenta valor por Brasileiro, mas oferece um quinto da Turner


Saiba qual bônus que o Santos oferece a Robinho, fora os R$ 600 mil mensais
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Para ter Robinho de volta à Vila Belmiro, o Santos oferece, além dos R$ 600 mensais, um bônus que elevaria o salário do atacante: Um percentual nas vendas de uma linha de camisas, em estilo casual, da nova marca do clube confeccionada pela Kappa, seu novo fornecedor do material esportivo.

O presidente santista, Modesto Roma, tem prevista uma reunião “decisiva” para definir o assunto prevista para amanhã.

Na composição dos R$ 600 mil que seriam pagos a Robinho, o clube entraria com R$ 200 mil e um parceiro, cujo nome não foi divulgado, com os R$ 400 mil restantes. O jogador foi elogiado pelo técnico Dorival Junior.

Como o atacante teria uma participação em cada camisa vendida caso feche com o Santos, a diretoria acredita que Robinho ganharia cada vez mais motivação, já que receberia mais à medida que a procura do público por suas camisas aumentasse.

Além do Santos, Robinho interessa também ao Atlético-MG, que tem o apoio da canadense Dry World na negociação. O Grêmio também havia demonstrado interesse no jogador, que deixou o chinês Guangzhou Evergrande, mas desistiu da disputa.

No Santos, clube que o revelou, Robinho participou da conquista de dois Brasileiros, dois Paulistas e uma Copa do Brasil.


Globo fecha com 7 clubes, e pay-per-view ‘ameaça’ castigar quem não assinar
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globosat já assinou com sete clubes a renovação dos direitos para a TV fechada do Brasileirão a partir de 2018. Segundo este blog apurou são eles: Corinthians, Vasco, Botafogo, Vitória, Sport, Cruzeiro e o Atlético-MG.

Além dos sete clubes com quem já fechou, Globosat negocia com Flamengo, Fluminense, Goiás, Palmeiras, São Paulo, Grêmio, Inter e Coritiba.

A programadora enfrenta a concorrência, na TV fechada, do canal Esporte Interativo, que também vem conversando com os clubes de futebol. Na TV aberta, Record e Rede TV!, que tentaram adquirir os direitos do Brasileiro no episódio que terminou na implosão do Clube dos 13 anos atrás, agora não demonstraram interesse em enfrentar a Globo. A notícia não agradou clubes que conversam com o Esporte Interativo, que acreditavam que se uma TV aberta entrasse na disputa, fortaleceria a causa do canal que acaba de entrar na grade da operadora NET.

Partes envolvidas diretamente na negociação e que conhecem como funciona o atual mecanismo de divisão do dinheiro da TV argumentam que se alguns clubes fecharem com o Esporte Interativo e alterarem a janela atual de TV paga, correm o risco de perder pelo lado do Premiere, canal pay-per-view da Globosat, o que diminuiria “sensivelmente” suas receitas.

O exemplo hipotético invocado foi no caso de os dois clubes gaúchos, Grêmio e Internacional, acertarem com o Esporte Interativo. Se a emissora tiver o clássico Grenal, naturalmente irá exibi-lo para o Rio Grande do Sul, o que diminuiria a atratividade do Premiere para os gaúchos. O efeito colateral é que a dupla de times perderia em números do pay-per-view, o que por sua vez afetaria seus ganhos.

Uma outra situação reconhecida pelos dois lados é que se parte dos clubes assinasse com o Esporte Interativo e parte permanecesse com a Globosat, muitos jogos não seriam exibidos na TV a cabo. Isso porque segunda a legislação brasileira não prevalece o mando de campo. “Pela Lei Pelé, ambos os times teriam que estar fechados com a mesma emissora para que sua partida possa ser transmitida”, explica o especialista em direito esportivo Heraldo Panhoca.

Nas negociações com o Esporte Interativo, os clubes pedem que a repartição do dinheiro siga o modelo inglês. Cartolas dos clubes também se impressionaram com a aquisição do Esporte Interativo pelo poderoso grupo Turner, que resultou na compra dos direitos da Liga dos Campeões pelo canal.

O empenho do canal em tirar o Brasileiro da Globosat é justificado pela necessidade de ter que preencher grade com eventos atrativos que possam ser transmitidos ao vivo, especialmente à noite e aos fins de semana.

O Esporte Interativo ainda não entrou na grade da operadora Sky.

 


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>