Blog do Ohata

Arquivo : Corinthians

Ministério Público é acionado no caso da agressão ao elenco da Ponte Preta
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O episódio de agressão a jogadores da Ponte Preta, após a derrota para a Chapecoense, há poucos dias, fez com que o Ministério Público do Trabalho fosse notificado nesta segunda-feira (2) pela Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol).

O clube é o responsável por garantir a integridade física e a segurança dos jogadores, no entender da federação, que organizou protesto dos jogadores contra a precarização das condições de trabalho e negociou com a CBF o intervalo de 68 horas de descanso  para os jogadores entre partidas.

Dois líderes do elenco da Ponte Preta, Fernando Bob e Wendel, membros do clube de capitães da entidade, foram contatados antes de a Fenapaf acionar o Ministério Público. Coube a eles passar mensagem de que providências seriam tomadas aos outros jogadores.

Outros casos de agressões sofridas por jogadores, como o de Bruno Aguiar, do Goiás, o dos jogadores do Flamengo cobrados no aeroporto, e o dos corintianos no CT Joaquim Grava, ocorridos este ano, foram lembrados em um ofício que a federação enviou à CBF.

No documento, a federação pede que a confederação busque soluções para essa crise, já que os episódios de agressão a jogadores vêem aumentando.

A entidade também pediu providências à Secretaria de Segurança Pública.

Veja também:

 


Globo insiste em Corinthians e Santos (Libertadores) terá só exibição local
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo repetirá nesta quarta-feira o esquema de transmissão para a TV aberta adotado na semana passada, com Racing x Corinthians, pela Sulamericana, e Grêmio x Botafogo, pela Libertadores, para a rede.

A partida do Corinthians será exibida na TV aberta para todo o estado de São Paulo e o jogo do Santos, contra o Barcelona, pela Libertadores, em casa, para a baixada santista.

Havia a possibilidade de o esquema ser invertido, com o duelo do Santos passando para todo o estado. Um dos cenários que permitiria tal mudança seria o Corinthians aplicar uma goleada no Racing no jogo de ida, que tirasse a atratividade da partida de volta.

Na Globo, a escolha é justificada pelo momento do Corinthians, que segue na liderança do Brasileiro. Além disso, tradicionalmente, há o argumento de que o time do Parque São Jorge atrai mais audiência.

A partida de volta do Santos com o Barcelona será transmitido na TV por assinatura pela Fox Sports 2.

Apesar de ter registrado menos audiência do que Corinthians x Racing (1,35 pontos de audiência, no Fox Sports), Santos x Barcelona (0,89 ponto, no Fox Sports 2) atingiu números considerados bons, já que o Fox Sports está em mais pacotes do que o Fox Sports 2.

Na Vila Belmiro, a Libertadores é tratada como prioridade. Além disso, a Conmebol já enviou comunicado ao Santos com informações sobre ingressos e pacotes de viagem para o Mundial de Clubes. O clube só irá ao Mundial se for campeão da Libertadores.

 


Globo escolhe Corinthians e deixa Santos (na Libertadores) em 2º plano
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo transmitirá Corinthians x Racing para o Estado de São Paulo, pelas oitavas de final da Copa Sulamericana, no próximo dia 13, na TV aberta.

A exceção no Estado de São Paulo ficará para a cidade de Santos, para onde, na mesma noite e horário, 21h45, será exibida a partida do clube da Vila Belmiro contra o Barcelona de Guayaquil, válida pelas quartas-de-final da Libertadores.

Já o confronto entre Botafogo e Grêmio, pela Libertadores, também no mesmo dia e horário, será transmitido para o Rio e o Rio Grande do Sul.

A edição mais longa da Libertadores, que encavalou com a Sulamericana, dificultou a tarefa dos programadores da Globo ao compor a grade de transmissão.

Para os jogos de volta, foi decidido que o mesmo esquema será mantido, a não ser que uma das equipes consiga um resultado que tire a atratividade da segunda partida. Como por exemplo se o Corinthians aplicar uma goleada sobre o rival argentino.


Revés faz lideranças do Palmeiras falarem em diretor de futebol estatutário
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A derrota do Palmeiras para o Cruzeiro neste domingo, potencializada pela proximidade do derby com o Corinthians, motivou lideranças do clube a defender a nomeação de um diretor de futebol estatutário. Entre esses conselheiros estão aliados do presidente Mauricio Galiotte, membros da sua gestão e integrantes do COF (Conselho de Orientação Fiscal) com expressividade no órgão.

A ideia não é substituir o diretor de futebol remunerado Alexandre Mattos, mas ter um membro do clube próximo ao futebol. Conselheiros apontam que o perfil de Galiotte difere ao do antecessor Paulo Nobre, que era mais presente no departamento de futebol. Eles apontam para a ausência do atual mandatário em momentos delicados vividos pelo time por conta de viagens à Alemanha, Austrália e sua licença atual.

Um diretor de futebol estatutário poderia, argumentam, suprir essa ausência.

Não é preciso dizer que a tremenda expectativa em relação ao time do Palmeiras no início da temporada explica, parcialmente, o mau-humor dos palmeirenses com o time. Pelo título nacional do ano passado, o maciço investimento da Crefisa, o elenco badalado e as contratações e o marketing, havia quem pensasse em uma repetição de uma tríplice coroa, ou até a conquista de quatro títulos no ano.

A conquista do título do Paulista pelo rival Corinthians ainda não foi assimilada, e as campanhas irregulares na Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro e o fato de o rival estar 13 pontos à frente na tabela, não ajudam a diminuir a inquietação nos corredores do Parque Antarctica. Entre quem faz política no clube, o clima para o derby com o Corinthians, para o qual mais de 35 mil ingressos já foram vendidos, é de caldeirão. Não pelo Brasileiro, mas pela auto-estima e orgulho.

Entre os principais questionamentos dos conselheiros está o alto número de contratações, que supera 80 se incluídas as realizadas desde a gestão de Paulo Nobre, que assumiu o clube em 2013. Membros do COF, que planejam pedir explicações sobre o planejamento do departamento de futebol, brincam que se o Palmeiras estivesse participando de um campeonato de contratações, o clube já estaria com as mãos na taça.

Outra reclamação dos conselheiros é que o departamento de futebol negociou, ou liberou, jogadores como Alecssandro, Rafael Marques, Fabrício e Gabriel, que se destaca justamente no rival Corinthians, e trouxe jogadores como Hyoran e Raphael Veiga, ou manteve Fabiano, que não se firmam como peças de reposição à altura.

Os questionamentos, contaminados pelo lado de torcedor dos conselheiros, começam a respingar até em Cuca, que retornara ao clube como unanimidade: “Por quê tirar Edu Dracena e escalar em seu lugar Luan, que falhou no segundo gol sofrido pelo Palmeiras domingo em com atuação contestada em Guayaquil?” ou “Por quê a insistência em Fernando Prass, que alterna bons e maus momentos, e não é dada uma nova oportunidade a Jailson?”

A possibilidade de Diego Souza voltar ao Palmeiras também gera desconfiança, questionam sua idade, se seu bom momento não é só pontual e o mais grave, aos olhos dos cartolas, persiste a mágoa causada pelo gesto que fez à própria torcida do Palmeiras.

Retornando ao jogo do domingo, à luz do atual retrospecto contra o Cruzeiro, agora de um 3 a 3 e de uma derrota por 3 a 1, há temor em relação à sobrevivência na Copa do Brasil, em Minas, aumentado pelo fato de o time não engatar sequência de duas boas partidas, e de suas vitórias, quando acontecem, serem na “bacia das almas”.

O Palmeiras encaminhou nota contestando o post com as seguintes informações: “O clube contratou 45 atletas entre 2015 até hoje; 26 fazem parte do elenco atual; dos outros 19, 6 foram envolvidos em negociações por outros jogadores ou vendidos; 65 atletas tem contrato com o Palmeiras; 32 atletas no elenco principal; 31 atletas emprestados; 11 dos emprestados acabam contrato este ano; 58% do total de salário dos emprestados é pago por seus atuais clubes”.

O blog voltou a conversar com as fontes do post e elas alertaram que, conforme havia sido publicado pelo blog, as suas contas incluíam a gestão Paulo Nobre, que teve início em 2013, e não em 2015, e atletas vindos da base.


Corinthians x São Paulo alcança melhor audiência dos últimos dez anos
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O clássico do fim de semana, que viu o Corinthians derrotar o São Paulo, por 3 a 2, transmitido pela Globo, atingiu a audiência mais alta na TV aberta em dez anos para um jogo do Brasileirão em domingos em São Paulo.

A partida alcançou 30 pontos e 53% de participação.

Há 10 anos um jogo do Brasileiro não registrava audiência tão alta em um domingo, em São Paulo.

A última vez que uma partida atingiu um índice semelhante foi em 2 de dezembro de 2007, no jogo Grêmio x Corinthians, última rodada do Brasileiro, que viu o time do Parque São Jorge ser rebaixado para a  Série B.

O outro jogo exibido pela Globo no fim de semana, Avaí e Flamengo, não repetiu a performance do clássico paulista: Avaí x Flamengo chegou a 28 pontos e 50% de participação, segunda maior média do Brasileiro-2017.

Nesta quarta-feira, a emissora exibe outro clássico, Santos x Palmeiras, com transmissão para São Paulo e Santos, inclusive.


Transmissão do Brasileiro-17 começa sem partida do Corinthians na TV aberta
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A rodada de abertura do Campeonato Brasileiro-2017 não contará com transmissão da partida do Corinthians na TV aberta, na tradicional faixa de domingo à tarde, às 16h, na Globo.

As partidas escolhidas para o horário foram Palmeiras x Vasco (para a rede) e Cruzeiro x São Paulo (para São Paulo). O jogo do Palmeiras não pode ser exibido em São Paulo porque o jogo de domingo será no Allianz Parque, o que poderia afetar negativamente a bilheteria.

A escolha é justificada pela emissora pelo horário que se encaixa na grade e por se tratar de jogos relevantes da primeira rodada: Um clássico que envolve o campeão brasileiro e outro com dois clubes de grande torcida.

Torcedores dos times rivais do Corinthians reclamam, tradicionalmente, do domínio do clube do Parque São Jorge na grade da emissora.

Havia também, da parte de cartolas de clubes que fecharam com o canal Esporte Interativo, que disputa com o Sportv os direitos de transmissão do Brasileiro-2019, o temor de que a Globo os boicotasse. O Palmeiras foi um dos times que fechou com o canal do grupo Turner.

Os demais jogos do domingo que acontecem na faixa das 16h são Bahia e Atlético-PR, Ponte Preta x Sport e Avaí x Vitória.

A partida de estreia do Corinthians, que acabou de se sagrar campeão paulista, no Nacional será disputada na noite do sábado, às 19h, contra a Chapecoense.

Ainda sobre a seleção das partidas, executivos da emissora argumentam que pesam a atratividade, ou potencial de audiência, dos clubes, somados ao alto rendimento esportivo.

Há, claro, exceções, como quando o que ditou a seleção de quais jogos de um clube seriam transmitidos na TV aberta ou por assinatura tinha a ver com o perigo de o clube ser rebaixado, como ocorreu com o Vasco, em 2015.

Naquela temporada, o Vasco foi um dos times com o maior número de jogos do Brasileiro exibidos em uma das duas plataformas.


Fair play de Rodrigo Caio será homenageado em discurso de presidente da FPF
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O ato de fair play de Rodrigo Caio no clássico com o Corinthians será elogiado na festa de premiação do Campeonato Paulista pelo presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, em seu discurso no evento.

Na federação, chegou-se a cogitar premiar o a zagueiro durante a cerimônia de premiação do Paulista, que acontece hoje à noite, com uma honraria do tipo medalha Pierre de Cobertin, atribuída pelo Comitê Olímpico Internacional a atletas que demonstrem alto grau de desportividade e espírito olímpico durante a disputa dos Jogos.

Porém como a festividade será protagonizada por um time que não será o São Paulo, no caso o Corinthians, que sagrou-se neste domingo campeão paulista sobre a Ponte Preta, cartolas da federação acharam melhor evitar uma eventual saia-justa, o blog apurou.

Mas não está descartado que o atleta receba algum tipo de homenagem um pouco mais para a frente.

A atitude de Rodrigo Caio, embora elogiada pela mídia e até pelo técnico da seleção, Tite, à época gerou um clima pesado no São Paulo.

O caso foi acompanhado de perto pela federação, e o vice de integração com atletas da FPF, Mauro Silva, entrou em contato com o jogador para perguntar se estava tudo bem e oferecer apoio em nome da instituição.

O episódio no qual o zagueiro avisou o árbitro que fora ele, e não Jô, quem pisou no goleiro Renan Ribeiro transcendeu o esporte e chamou a atenção até de quem não costuma acompanhar esporte.


Decisões ligadas à Arena Corinthians terão de passar pelo conselho do clube
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Decisões da direção do Corinthians que afetem diretamente direitos e obrigações do clube para com terceiros terão de passar pelo conselho deliberativo do clube ou, no mínimo, pelo comitê que serve de “braço” do órgão nas questões relacionadas ao estádio.

É o que dita ata do início do ano, cujo conteúdo foi ratificado pelos conselheiros na última quinta-feira, durante sessão do conselho deliberativo do clube na qual o presidente, Roberto de Andrade, viu as contas de 2016 serem aprovadas, apesar do baixo quórum.

Estão enquadradas na nova situação as assinaturas de contratos relacionados à Arena Corinthians, como as de prestação de serviços ou convênios, ou a seleção de um novo administrador do fundo da arena, após a renúncia da BRL Trust.

“Qualquer contrato que implique em uma assunção de obrigação, vamos dizer, não só em termos de valor, mas de comprometimento do patrimônio do Corinthians, deve passar pela avaliação do Conselho Deliberativo. Se todos concordarem, constaremos em ata que assim deverá ser feito em relação a estas questões”, disse, durante a sessão registrada em ata, o presidente do conselho, Guilherme Strenger. A proposta foi aprovada pelos conselheiros, segundo reportou a ata.

O assunto surgiu quando se discutia o aditamento em contrato de financiamento da arena com a Caixa Econômica Federal.

“Existem contratos que são menos relevantes e outros mais relevantes porque envolvem um comprometimento da instituição não só ao seu patrimônio, mas também quanto ao valor do contrato. Essas questões relevantes… devem ser analisadas também pelo conselho deliberativo. Entendo que, pela relevância, o Conselho Deliberativo deve se manifestar sobre todas essas questões…”, afirmou o presidente do conselho deliberativo.

Conselheiros alegaram que a decisão não pretende “engessar” a diretoria, e que o objetivo é evitar que o executivo do clube “bata cabeça” com a comissão formada em âmbito do conselho para analisar as questões referentes à Arena Corinthians.


Sem Andres, Roberto de Andrade encara novo desafio para se manter no cargo
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, já tem um novo desafio para se manter no cargo: Trata-se da votação do balanço de 2016, cuja rejeição pode levar a um novo pedido de impeachment e que foi marcada para o dia 27, quinta-feira da próxima semana.

A oposição já trabalha para que as contas sejam rejeitadas.

A diferença para a votação que vetou o andamento do processo impeachment Roberto de Andrade, em fevereiro, é que o presidente não deverá contar com o apoio do ex-padrinho Andres Sanchez, a quem recorrera para angariar votos contra o risco de impeachment.

Rompido com Roberto de Andrade, Andres declarou que “nada mais tem a ver com a sua gestão”. A interlocutores, Andres comenta que a possibilidade de a composição com Roberto de Andrade ser retomada inexiste.

Pelo estatuto do Corinthians, a votação das contas teriam que acontecer até o fim deste mês. O anúncio da data era esperada ansiosamente por membros da oposição.

O balanço foi encaminhado pela diretoria financeira apenas na última terça-feira, motivo pelo qual foi repassado aos conselheiros sem ter sido analisada pelo Conselho Fiscal e pelo Conselho de Orientação.

Uma das alegações de oposicionistas para pedir a rejeição do balanço é que ele não teria sido realizado por uma auditoria independente, uma exigência da Lei Pelé.

Segundo o balanço, o departamento de futebol registrou um superavit de R$ 59, 2 milhões, sendo que a principal fonte de receita foram os direitos de transmissão de TV (R$ 280 milhões).

O departamento social e de esporte amadores, segundo o balanço, registrou déficit de R$ 28,2 milhões no período.

No total, o superavit foi de R$ 31 milhões.


Andres Sanchez lança conta no Instagram para falar sobre Corinthians
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O ex-presidente do Corinthians Andres Sanchez lançou uma conta no Instagram para falar exclusivamente sobre o clube do Parque São Jorge.

Como Andres cumpre atualmente mandato como deputado federal (PT), e passa grande parte do tempo em Brasília, o ex-cartola resolveu lançar a conta para poder se comunicar com a mídia e com os torcedores quando os temas forem Corinthians e futebol.

A conta não servirá para falar sobre política, mas provavelmente a usará para se manifestar sobre eventuais polêmicas, o blog apurou.

Andres não planeja “dar pitacos” na administração de Roberto de Andrade, mas provavelmente usará o instagram para se pronunciar quando seu nome for levantado em assuntos ligados ao Corinthians.

A primeira postagem de sua conta (andressanchez_oficial) é uma imagem sua, à frente do escudo do Corinthians, fazendo o símbolo de “seis” com os dedos da mão, em alusão aos seis títulos nacionais do clube.

Há também na página um breve currículo do cartola, com seu período à frente do clube e sua atuação como diretor de seleções da CBF.