Blog do Ohata

Globo aposta em partidas do Palmeiras e Flamengo na Libertadores de 2017
Comentários 62

Eduardo Ohata

A Globo requisitou à organização da Libertadores a transmissão de todos os jogos de Palmeiras e Flamengo na fase de grupos da Libertadores deste ano, o blog apurou. Nesta fase, as equipes tem seis jogos cada.

A aposta no Palmeiras, para a praça de São Paulo, se justifica pelo fato de o clube ter sido campeão brasileiro, pela ausência de São Paulo e Corinthians, tradicional destaque das transmissões. Curiosamente, todos os seus jogos na fase foram alocados para quartas-feiras.

As partidas estão previstas para acontecer nos dias 8/3, 15/3, 12/4, 26/4, 3/5 e 24/5.

Os jogos já listados do Santos foram marcados para terças ou quintas-feiras, com exceção apenas de uma (19/4).

Tampouco há a possibilidade de a Globo exibir no lugar dos jogos do Palmeiras partidas do Corinthians no Paulista, ao menos na primeira fase do Estadual. A equipe do Parque São Jorge não tem jogos marcados para as mesmas datas das partidas do Palmeiras.

Os jogos do Flamengo pela fase de grupos da Libertadores acontecem também exclusivamente às quartas-feiras: 8/3, 15/3, 12/4, 26/4, 3/5 e 17/5.


Verba de mais de R$ 30 mi da Crefisa concretiza contratações no Palmeiras
Comentários 2

Eduardo Ohata

Uma verba nova da Crefisa, em um valor total que supera os R$ 30 milhões, possibilitou ao Palmeiras contratar três jogadores ou (ou definir sua situação contratual): Fabiano, Guerra e Dudu, o blog apurou. As negociações, porém, não passaram pela financeira.

O investimento da patrocinadora é a fundo perdido.

Ou seja, se o Guerra, contratado por US$ 3 milhões (mais US$ 7oo mil de impostos), for negociado (em um cenário puramente hipotético, apenas a título de exemplificação) pelo clube por US$ 20 milhões, os US$ 16,3 milhões permanecerão integralmente com o Palmeiras, sem a necessidade de devolução da diferença.

A parcela que faltava de Dudu foi negociada por 3 milhões de euros (mais 700 mil euros de imposto). O valor referente a Fabiano, negociado junto ao Cruzeiro, foi de 2 milhões de euros.

No total, o valor disponibilizado pela Crefisa para contratações nesse início de ano chega a quase R$ 31 milhões.


Contrato de Globo tem cláusula para recuperar Atlético-PR e Coritiba
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O contrato da Globo/Globosat pelo Campeonato Paranaense que acaba de ser fechado inclui cláusulas que permitem o aumento de valores pagos aos clubes, no caso da adesão de Atlético-PR e Coritiba e a rediscussão de alguns termos, o blog apurou.

O acordo, que tem duração de três anos, e portanto não tem caráter provisório, foi assinado nesta quarta-feira com dez times da competição, mas não inclui Atlético-PR e Coritiba.

A dupla alega discordância com os valores, porém não apresentou contraproposta financeira.

O contrato da Globo, bastante sofisticado e complexo, abre então uma brecha para a discussão de valores, e prevê um cenário de adesão de Atlético-PR e Coritiba, com um mecanismo que majora os valores já apresentados.

A eventual exploração de outras mídias fora a TV aberta, como TV fechada e pay-per-view, ficará para a próxima temporada, dado que o Paranaense inicia dentro de poucos dias.


‘Conor McGregor nunca boxeará em alto nível’, critica ‘Bíblia do boxe’
Comentários 1

Eduardo Ohata

A mais tradicional publicação de boxe, a ''The Ring'', publicada desde 1922, não usou meias palavras. Em sua edição de março de 2017, à qual o blog teve acesso, a revista afirma que um duelo entre o ex-campeão Floyd ''Money'' Mayweather e o campeão do UFC Conor ''Notorious'' McGregor definitivamente não acontecerá em 2017.

O motivo?

''Parte do que faz McGregor um grande lutador de MMA é a velocidade de seus punhos e a habilidade no boxe'', admite a revista. ''[Mas] há uma grande diferença entre ter bons punhos no octógono e bons punhos para lutar no ringue. Ele nunca conseguirá competir no boxe no alto nível, o único no qual ele competiria se fosse para fazer tanto dinheiro quanto ele faz no UFC.''

O artigo, em tom respeitoso, ainda tenta consolar o falastrão irlandês.

''Não há vergonha nisso. Boxeadores tampouco conseguem competir no alto nível do MMA. McGregor é uma grande estrela em seu próprio esporte. Nem ele e tampouco o UFC o colocarão em risco.''

Os rumores em torno de um duelo entre Mayweather, considerado o melhor lutador da atualidade entre todos os pesos, e McGregor, principal atração do UFC, se recusam a morrer.

Nesta quarta-feira, Mayweather, 39, reafirmou que a única luta que o faria encerrar sua aposentadoria seria um duelo com McGregor.

''A única luta em que estou interessado é em uma com McGregor'', afirmou o boxeador. ''Sou um homem de negócios, e a luta faz sentido como negócio.''

Mayweather diz que iniciou conversas com representantes de McGregor, mas que a negociação não avançou.


Conselheiro de Michel Temer será colega de chapa de Leila, dona da Crefisa
Comentários 18

Eduardo Ohata

Membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, conhecido popularmente como ''Conselhão'', o sindicalista Antonio Neto, 64, será colega de chapa de Leila Pereira, dona da Crefisa, na eleição para conselheiros do clube, que acontece no mês que vem.

O ''Conselhão'' é o mesmo que ganhou manchetes quando o ator Wagner Moura foi convidado a integrá-lo pela então presidente Dilma Rousseff e é integrado por aqueles que o presidente acredita que podem contribuir com ideias em questões relevantes para o governo federal. Em sua formação atual, são integrantes do ''Conselhão'' os empresários Abílio Diniz, Jorge Gerdau e Roberto Justus, o técnico de vôlei Bernardinho, o ex-ministro Guilherme Afif Domingos, o ator Milton Gonçalves e a socialite Viviane Senna, entre outros.

Antonio Neto em seu escritório, onde guarda maquetes, memorabília e fotos ligadas ao Palmeiras

Antonio Neto em seu escritório, onde guarda maquetes, memorabília e fotos ligadas ao Palmeiras

Presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros, Neto é chamado periodicamente para reuniões com o presidente Michel Temer. Apesar disso, Neto foi membro do ''conselhão'' durante os mandatos de Lula, e lembra de episódios ligados ao futebol com ele.

''Um dia, após uma reunião em Brasília, me avisaram que o presidente pediu para que eu ficasse um pouco mais. Imaginei que ele quisesse conversar mais detalhadamente sobre algum assunto ligado à área trabalhista'', conta Neto. ''Quando eu vou lá ver o que era, o presidente já estava sentado em frente à TV, ele tinha me chamado para assistir um jogo da seleção na Copa de 2010 com ele.''

''O Lula, que é corintiano, sabia que eu era palmeirense, o clube atravessava aquela fase ruim e o Corinthians, um bom momento'', conta Neto. ''Mas ele não brincava com isso, não, até porque estava cercado de palmeirenses, Luiz Marinho, Ricardo Berzoini, Jair Meneguelli, Rui Falcão, Aldo Rebelo, Gilberto Carvalho'', explica, entre risos.

Segundo Neto, foi na sede do sindicato, no centro de São Paulo, que Lula falou pela primeira vez à mídia sobre a candidatura de Dilma à presidência.

Mas logo a conversa se volta para o Palmeiras.

Medalha que Neto herdou do irmão

Medalha que Neto herdou do irmão

''Era inevitável eu virar palmeirense, meu pai era, meus irmãos e eu vim de uma região de muitos palmeirenses, Sorocaba'', explica, enquanto mostra uma medalha presa a uma correntinha no pescoço. ''Esta medalha era do meu irmão, quando ele morreu, pedi para meu sobrinho, que não é Palmeirense, para eu ficar com ela.''

''Cansei de acompanhar jogos do Palmeiras no alambrado do Pacaembu, nas décadas de 70 e 80, ouvia as narrações no rádio de pilha, na época em que o Roberto Silva e o [futuro dono da Traffic] J Hawilla eram repórteres de campo''.

O título que mais o marcou?

''Ah, o mais emblemático, pelo momento, foi o Paulista de 74, com a vitória sobre o Corinthians, que vinha de uma fila de 20 anos, e que por conta da final amargou mais três de jejum.''

''Acho que posso contribuir como conselheiro'', justificou a decisão em concorrer ao conselho.

Além de Neto e Leila, outro candidato famoso que participará da chapa é o ex-vereador Domingos Dissei.

 


Copinha tem Espártacos, John Lenon, Ayrton de Sena, Bolt, Miojo, Todinho…
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Além de conhecer hoje os craques de amanhã, acompanhar os jogos da Copa São Paulo, da FPF, é divertido por conta dos nomes e apelidos curiosos de alguns de seus jogadores.

É possível até formar seleções, baseadas nos nomes, não nas posições (no caso de apelidos os nomes virão entre parênteses):

Seleção de celebridades: Ayrton de Sena (Avaí), John Lenon (Atibaia), Espártacos (Juventude), [Richard?] Clayderman (Paulista), Zidane (Zidanio, Brasília), Clismann (Floresta), Klisman (Brasília), Bolt (Guilherme, Novoperário), Romario (Nalisson, Estanciano), Messi (América de Rio Preto) e Drogba (Diego, Corissabá).

Seleção gastronômica: Lasanha (Wesley, Operário), Miojo (Bruno, XV de Piracicaba), Fejião (Igor, Goiás), Farinha (Matheus Henrique, Vitória), Biju (Paulo Henrique, Primavera), Azeite (Matheus, Flamengo Guarulhos), Todinho (Eduardo, Genus), Biscoito (Evanderson, Atlético Goianiense), Chocolate (Alan, Desportiva Paraense), Bala (José Vinicius, Sport) e Batatinha (Klemer, Novoperário).

Seleção zoológica: Juriti (Edivan, Alecrim), Mosca (Matheus, Guaratinguetá), Urso (Anderson, Novoperário), Perereca (Igor, Villa Nova), Aranha (Sidnei, Real Noroeste), Barata (Luis Vinicius, Sampaio Correia), Periquito (Euller, Novoperário), Pantera (Windson, Alecrim), Formiga (Lucas, Joinville), Pato (Nicolas, River) e Pato (Thiago, Chapecoense).

E, se alguma dessas seleções não estiver dando conta do recado, sempre é possível apelar para Cosme e Damião (ambos do Interporto).


Posição de presidente do Palmeiras permite que Leila lance sua candidatura
Comentários 23

Eduardo Ohata

O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, adotou postura em relação à polêmica candidatura de Leila Pereira que permite o lançamento de seu nome à disputa de uma cadeira no conselho deliberativo do clube.

Leila é dona da Crefisa e Faculdade das Américas, que anualmente injeta no clube, no mínimo, R$ 78 milhões. Cumprir duas gestões no conselho é um pré-requisito para quem almeja disputar a presidência do clube do Parque Antarctica.

''Esse assunto será tratado internamente, de maneira administrativa'', resumiu ao blog Galiotte.

Uma declaração de Galiotte sobre o assunto vinha sendo esperada com expectativa e curiosidade nos corredores do Parque Antarctica.

Habilmente, com sua declaração, Galiotte procura esvaziar o tom político da polêmica.

Se dissesse que é contra a candidatura de Leila, Galiotte agradaria seu antecessor, Paulo Nobre, que ao deixar a presidência pediu que a candidatura de Leila fosse impugnada. Mas estaria arrumando briga com a patrocinadora do clube e com o ex-presidente Mustafá Contursi, que declarou que Leila é sócia desde 1996, o que lhe dá o tempo mínimo para disputar o conselho.

Se dissesse que é a favor da candidatura, desagradaria Nobre.

A manifestação de Galiotte, ao dizer que a decisão será administrativa, na prática adia uma eventual decisão sobre o caso e ainda coloca a definição da polêmica no colo do conselho deliberativo do clube. Não se trata absolutamente de um salvo-conduto para Leila.

E qual é o procedimento do clube em caso de questionamento de uma candidatura?

De acordo com os ritos adotados pelo clube, se após o pleito, previsto para o dia 11 de fevereiro, e uma possível eleição de Leila, alguma parte se sentir prejudicada pelo resultado, poderá oficializar um questionamento, que será avaliado internamente pelo conselho.

Se Galiotte tivesse se manifestado contra a candidatura de Leila, que ainda não foi formalizada, isso alteraria de antemão o cenário.

Já se saberia que sua candidatura seria questionada, o que seria a deixa para Mustafá colocar em prática seu ''Plano B'', lançar a candidatura de José Roberto Lamachia, marido de Leila.

Como as eleições a conselheiros são proporcionais, como ocorre nas eleições de vereadores, por exemplo, uma eventual impugnação da candidatura de Leila, que muitos acreditam ser o carro-chefe da chapa, prejudicaria a chapa de Mustafá.


F. Melo receberá de acordo com produtividade que mostrar no Palmeiras
Comentários 29

Eduardo Ohata

O meia Felipe Melo, 33, que está próximo de acordo com o Palmeiras para o Paulista e Libertadores, aceitou a inclusão de uma cláusula em seu futuro contrato que prevê que o ganho mensal do jogador dependa de sua produtividade, onde terá que atingir uma série de metas para ganhar mais.

Na negociação que está perto de ser fechada, o jogador recebeu a garantia de que receberá cerca de R$ 350 mil mensais fixos, mas dependendo de seus próprios esforços, esse valor pode aumentar, e muito, com a inclusão das luvas e bonificações complementares.

O contrato de produtividade oferece prêmios com base em metas atingidas pelo clube e jogadores. Entra no cálculo de quanto receberá as luvas recebidas para assinar, a regularidade de participação nas partidas disputadas e eventuais conquistas de títulos, por exemplo.

Facilitou o desfecho da negociação com o Palmeiras o fato de o jogador ter conseguido em sua saída da Inter de Milão o pagamento de uma remuneração, um colchão financeiro que garante ao meia a manutenção de seu padrão de vida, mesmo recebendo menos no clube do Parque Antarctica, segundo informou ao blog uma fonte ligada às negociações.

Durante as tratativas, dirigentes do Palmeiras ressaltaram a estrutura com a qual o clube conta, o ambiente e também os planos de o time disputar o Mundial de clubes no final do ano.

Além de ter participado da Copa do Mundo de 2010 pela seleção, o meia também passou pela Juventus, Galatasaray e Inter de Milão.

No fim do ano passado, o meia chegou a ''namorar'' com o Flamengo, mas as negociações não avançaram.

Além de Felipe Melo, o Palmeiras já havia anunciado as chegadas de Guerra, Raphael Veiga, Hyoran, Michel Bastos e Keno.


Globo turbina cotas dos 4 grandes e renova Gaúcho e Mineiro por mais 5 anos
Comentários 39

Eduardo Ohata

A Globo e Globosat renovaram por mais cinco anos os contratos de transmissão do Gaúcho e do Mineiro, pelo período que começa este ano e se estende até 2021, para todas as mídias (TV aberta, fechada e pay-per-view).

Grêmio, Internacional, Atlético-MG e Cruzeiro, os quatro principais clubes das duas praças, tiveram aumento substancial de receitas, fruto da negociação do pacote, realizada pela Globo diretamente com as federações estaduais, o blog apurou.

Entre os principais estaduais, a Globo já havia renovado o contrato de transmissão do Paulista e negocia o do Estadual do Rio, no qual só o Flamengo não fechou ainda.

A negociação esbarra em questões políticas do clube com a Federação do Rio, que respingam na questão de TV.

Como no Brasil o que decide as transmissões é a Lei Pelé e não o mando de campo, caso não assine com a Globo, o Flamengo não terá seus jogos transmitidos por ninguém.

A Lei Pelé dita que para que uma partida seja exibida, os dois times têm que ter contratos com uma mesma emissora.

As tratativas dos direitos de TV passaram a ficar mais acirradas desde a introdução do Esporte Interativo, rival do SporTV, pelos direitos do Brasileiro.


Dona da Crefisa alerta que não fechou renovação de patrocínio do Palmeiras
Comentários 23

Eduardo Ohata

Leila Pereira, dona da Crefisa e Faculdade das Américas, patrocinadores do Palmeiras, afirma que a renovação com o clube ainda não foi fechada e que tampouco alteração nos valores foi acertado por enquanto.

Leila e o marido, José Roberto Lamachia, estão em viagem aos EUA, com retorno previsto para esta semana. Porém só voltará a trabalhar nas empresas dentro de alguns dias.

''Estamos fora do país e o contrato está em vigência. Um assunto de tamanha importância para o Palmeiras e nossas empresas não pode ser tratado pelo telefone'', diz Leila. ''No momento certo vamos começar a negociar a renovação. Porém estamos todos nós muito tranquilos para sentar e resolver essa renovação, com a importância que o assunto merece.''

O contrato vence no próximo dia 21, mas há uma cláusula que estende o período de negociações em 30 dias.

Entre os patrocínios da Crefisa, FAM e obras como o centro de mídia, os patrocinadores investiram cerca de R$ 100 milhões no ano. O valor oficial é de R$ 78 milhões anuais.

Leila busca se eleger a uma das cadeiras do conselho deliberativo do Palmeiras no dia 11 de fevereiro. Ser conselheira por duas gestões é um pré-requisito para quem deseja pleitear a presidência do clube no futuro.