Blog do Ohata

Arquivo : Fox Sports

Por US$ 1,4 bi, dona do UFC ganha direito de negociar Libertadores com TVs
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Um consórcio formado por IMG, gigante da área de marketing, e Perform ganhou a concorrência organizada pela Conmebol para negociar os direitos de transmissão das competições da entidade, como Libertadores, Sul-Americana e Recopa durante o ciclo 2019-22. A IMG é dona do UFC, entre outras propriedades e também gerencia a carreira de atletas e artistas.

Os direitos da Libertadores no Brasil são atualmente do canal por assinatura Fox Sports, e foram incluídos em uma negociação pelo compartilhamento de jogos da Copa do Brasil e Libertadores com a Globo. Apesar de os direitos da Libertadores vencerem em 2019, o acordo entre as emissoras se estende até 2021.

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez (centro), anuncia vencedor da licitação

Segundo comunicado da Conmebol, a entidade tem garantido um mínimo de US$ 1,4 bilhão (R$ 4,48 bilhões) pelos direitos, valor que pode aumentar de acordo com percentuais sobre negociações logradas pelo consórcio vencedor com as emissoras de TV. O consórcio vencedor também trabalha com a comercialização do Campeonato Espanhol, Premier League, NBA e Nascar, entre outras competições.

O consórcio IMG/Perform disputou os direitos com outros três concorrentes, dois deles que têm ligação direta com a CBF: a agência Synergy, que gerencia o leilão dos direitos de transmissão dos jogos da seleção e a Sport Promotion, que tem direito de comercializar semanalmente uma partida da Série B.

A quarta participante era a MP & Silva, que detém os direitos do Italiano, conta com dinheiro do mundo árabe e tentou o projeto da malfadada Champions das Américas, que apesar do barulho que provocou, não chegou perto de sair do papel.

As propostas foram entregues à Conmebol no último dia 5 e o resultado da licitação, auditada pela Ernst & Young, foi aprovado por unanimidade nesta quarta-feira (27) pelo conselho da Conmebol.

O processo de escolha por meio de licitação foi definido depois que dirigentes da Conmebol se envolveram em um escândalo que girava em torno da negociação dos direitos da Libertadores por meio da agência Torneos Y Competencias, escolhida sem licitação.

O próximo passo será a confecção, em parceria com a Conmebol e com bases técnicas, de um pacote de comercialização dos direitos.

 


Globo procura parceiro para a Copa e deve ficar sozinha no Paulista-2018
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo desistiu de buscar no mercado um parceiro na TV aberta para dividir a transmissão do Paulista de 2018, o blog apurou. Por conta da crise financeira que o país atravessa, é forte a tendência de a emissora exibir sozinha a edição do ano que vem do Estadual.

Na temporada passada, a emissora procurou até o último momento outro canal na TV aberta com quem dividir custos de direitos e produção. Além da Band, sua parceira de longa data, também ofereceu os direitos de transmissão a outras emissoras de TV aberta.

A Band este ano exibiu partidas da Champions e Copa das Confederações, ambas competições sublicenciadas da emissora carioca. No caso da competição de seleções, o acordo foi mutuamente benéfico, pois o contrato previa uma quantidade mínima de partidas a ser exibidas na TV aberta que não poderiam ser acomodadas na grade pela Globo.

Na Globo, o raciocínio é o de que o Paulista não deixa de ser uma propriedade valiosa. Para abrir mão da exclusividade, só se o valor oferecido por outra TV realmente valer a pena.

Globo e Band ainda negociam os direitos da Copa do Mundo, pois haveria tempo hábil para a emissora paulista levar ao mercado publicitário um plano comercial. A Globo sinalizou que está aberta a falar com outros parceiros em potencial sobre propriedades relacionadas à Copa.

Na TV por assinatura, a Globo fechou direitos da Copa do Mundo com o Fox Sports.


Globo já definiu como será a transmissão na TV aberta da Copa do Mundo
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Globo já definiu, em linhas gerais, como será a transmissão da próxima Copa do Mundo, que acontece na Rússia, no ano que vem.

Todos os 64 jogos da Copa serão transmitidos na TV aberta, apesar de algumas partidas encavalarem no fim da primeira fase. Assim, a Globo transmitirá ao vivo 56 partidas e planeja exibir os oito jogos restantes em videoteipe, em horários alternativos.

Mesmo com a crise financeira, que dificulta a celebração de parcerias com outras emissoras, as transmissões de todos os jogos do Mundial serão feitas com as equipes de narradores, comentaristas e repórteres “in loco”.

Porém, como foi o caso na Copa das Confederações, que serviu de “laboratório” para o Mundial, parte das operações de engenharia acontecerão a partir do Brasil, graças ao acesso remoto. Outra medida para cortar custos será a otimização de recursos, com equipe formada por profissionais da Globo e Globosat. O Grupo Globo estuda o número de profissionais que serão enviados à Rússia.

Uma diferença fundamental em relação à cobertura da Copa de 2014 será o período mais enxuto de cobertura do Mundial da Rússia. No caso da Copa no Brasil a cobertura passou a ser intensa desde maio de 2013 até agosto de 2014, mas porque foi realizada aqui.

Tampouco é cogitada a criação de novos canais, como aconteceu durante a Olimpíada do Rio, quando as competições foram distribuídas em 56 canais de vídeo e internet.

A Globo ainda negocia acordo de transmissão na TV aberta com a Band, sua parceira de longa data. Na fechada, já sublicenciou os direitos à Fox Sports e negocia os highlights com a ESPN.


Globo oficializa acordo por Copa-18 com Fox Sports e ainda negocia com Band
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Fox Sports assinou contrato com a Globo para a transmissão da Copa do Mundo da Rússia no ano que vem.

A Globo negocia com a Band, na TV aberta, mas as tratativas esbarram em questões financeiras. A ESPN já definiu que não irá adquirir os direitos de transmissão, e a Globo pelo menos até o momento não trata do assunto com o Esporte Interativo.

A Fox Sports adquiriu os direitos de transmissão dos 64 jogos disputados entre 14 de junho e 15 de julho do ano que vem, e exibirá todas as partidas. O acerto entre as emissoras já estava apalavrado.

Segundo o canal, ao longo de 32 dias, os canais Fox Sports e Fox Sports 2 terão mais de 760 horas de transmissão, com exibição ao vivo de todos os jogos da Copa e ampla cobertura nas onze cidades-sede.

“Estamos felizes por poder transmitir pela segunda vez consecutiva um evento de característica única e tão importante como esse”, disse Carlos Martinez, presidente da Fox Networks Group Latin America.

“O Fox Sports já mostrou que é capaz de cobrir de forma impecável a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos, em 2016”, afirmou Eduardo Zebini, v ice da Fox Sports Brasil.


‘El Classico’ leva ESPN à liderança em super-quarta de futebol na TV paga
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A transmissão do clássico espanhol entre Barcelona e Real Madrid rendeu à ESPN a maior audiência em transmissões de futebol na quarta (16), que também teve pela Copa do Brasil Flamengo x Botafogo e Grêmio x Cruzeiro e, pela Liga dos Campeões, Napoli x Nice.

Com a final da Supercopa da Espanha, a ESPN registrou 2,05 de audiência, o que representa mais de 800 mil telespectadores impactados, entre homens entre 18 e 49 anos, em quinze mercados, dados coletados pelo Kantar Ibope Media.

As equipes de Cristiano Ronaldo e Messi já haviam se enfrentado na pré-temporada em Miami e na primeira partida da decisão da Supercopa.

Na quarta-feira, a segunda melhor audiência com um jogo de futebol ficou com o SporTV, que exibiu Flamengo x Botafogo, pela Copa do Brasil. A emissora registrou 1,97 pontos. Com a mesma partida, a Fox Sports marcou 0,68 pontos.

O SporTV 2 obteve 1,19 pontos com Grêmio x Cruzeiro, também pela Copa do Brasil.

O dia também teve, pela Liga dos Campeões, Napoli e Nice, com 0,43 pontos, exibido pelo Esporte Interativo, foi a quinta audiência.

 


Globo, ESPN e Fox Sports não foram procuradas por Sportflix
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo jamais foi procurada para discutir o sublicenciamento dos direitos do Brasileiro por representantes do Sportflix, sistema de exibição de vídeos de esporte por streaming, que em pouco tempo passou a ser chamado popularmente  de “Netflix do esporte”.

ESPN e Fox Sports tampouco foram procuradas para discutir direitos de transmissão no Brasil.

O Grupo Globo detém os direitos do Brasileiro na TV aberta, fechada, internet e inclusive de VTs. A propriedade desses direitos foi mantida com exclusividade nos contratos firmados entre Globo e clubes válidos de 2019 a 2024. O canal Esporte Interativo também assinou contratos com clubes pelos direitos do Brasileiro a partir de 2019.

Segundo foi divulgado pela mídia, inclusive pela brasileira, os donos do Sportflix exibiriam inclusive torneios como o Brasileiro e a Libertadores, além de Liga dos Campeões, NFL, NBA etc.

Informações deram conta de que o Sportflix desembarcaria no Brasil no próximo dia 30 e que estaria também nos EUA, Inglaterra, Alemanha, Espanha, Itália, Argentina, França e México. Os planos de assinatura mensal ficariam entre US$ 19,99 e US$ 29,99.

Em nota, a ESPN, que exibe a Premier League e a NFL, entre outras competições, sugere a possibilidade de ação legal para defender seus direitos.

“A ESPN não teve nenhum contato com a Sportflix. Trabalhamos com os detentores e vendedores de direitos do conteúdo que exibimos e tomaremos todas as ações necessárias para proteger nossos produtos da pirataria e uso ilegal”, diz a nota.

A Fox, cujo canal Fox Sports detém os direitos da Libertadores, também negou por meio de nota ter feito acordo com o Sportflix.

“Diante das notícias publicadas em diferentes veículos de comunicação na região, o Fox Sports Latin America desmente de forma categórica ter mantido contato ou estar atualmente em negociação com a empresa Sportflix para discutir a respeito de qualquer direito esportivo. Não temos conhecimento e não houve qualquer aproximação com essa empresa. É importante esclarecer que grande parte das propriedades exibidas pelo Fox Sports, na América Latina, é exclusiva e beneficiam cerca de 61 milhões de assinantes e lares em 19 países que, dia após dia, nos acompanham em nossas múltiplas plataformas de televisão ou no App do Fox Sports. O Fox Sports transmite no Brasil a Conmebol Libertadores Bridgestone, Conmebol Sul-Americana, Liga dos Campeões Concacaf (semifinais e final), a Bundesliga, MLB (temporada regular), WWE, Bellator, Premier Boxing Champions, NASCAR, Rally Dakar, Fórmula E, Serie A Tim italiana e a UEFA Europa League, La Liga, entre outros. O Fox Sports Latin America trabalha em conjunto com os proprietários destes conteúdos para tomar as ações necessárias, com o objetivo de proteger nossos produtos da pirataria e do uso ilegal destes direitos.”

A Globo também emitiu nota oficial sobre o assunto nesta sexta-feira (18):

“Sobre o comunicado da empresa Sportflix referente à operação de streaming via internet de eventos esportivos, o Grupo Globo esclarece que é detentor exclusivo dos direitos de transmissão, incluindo internet, no território brasileiro, de eventos tais como: Campeonato Brasileiro (direitos exclusivos também para o exterior); Copa do Mundo da Fifa; Campeonato Francês; e Jogos Olímpicos, entre outros eventos. Tal qual outros grupos de mídia, acompanhamos com apreensão o comunicado do Sportflix divulgando a transmissão dos mesmos eventos no Brasil, mediante cobrança de assinatura em dólar, sem as devidas autorizações legais para tal transmissão. Declaramos que não mantivemos qualquer contato ou negociação com o Sportflix que o capacite a oferecer tais transmissões. O Grupo Globo reafirma seu compromisso com a qualidade de suas transmissões e pela ética nas negociações.”

 

 


Globo comemora Neymar no PSG e já cogita mostrar estreia na TV aberta
Comentários Comente

Eduardo Ohata

Executivos da Globo festejaram a transferência de Neymar do Barcelona para o PSG, clube que disputa o Francês, campeonato do qual a emissora tem os direitos pelo menos até o meio do ano que vem.

O principal motivo da comemoração nos corredores da Globo é o fato de toda a preparação de Neymar para a Copa do Mundo da Rússia irá acontecer enquanto o brasileiro estiver vestindo o uniforme do PSG.

Além de Neymar, o time parisiense tem outros três jogadores da seleção, os zagueiros Thiago Silva e Marquinhos e o lateral Daniel Alves. Os dois últimos, titulares absolutos de Tite.

As partidas do Francês são transmitidas na TV fechada brasileira pelo Sportv e ESPN, para quem a Globosat sublicencia os direitos.

Quem sai perdendo com a transferência é a Fox Sports, para quem a ESPN sublicencia os direitos do Campeonato Espanhol.

O Sportv transmitirá a apresentação do jogador no próximo sábado, sua estréia, e todas as demais partidas do PSG na temporada 2017/18. A ESPN também confirmou que exibirá o jogo de sábado.

O grupo Globo ressaltou que detém também os direitos para a TV aberta do Francês, mas não definiu se a Globo transmitirá a estréia de Neymar ou outras partidas do PSG. Porém logo que o ex-santista se transferiu para o Barcelona, a emissora, que não detinha os direitos do Espanhol, foi atrás e adquiriu os direitos da Copa do Rey com o objetivo único de exibir a estreia do brasileiro pelo time catalão. A Globo exibiu partidas da equipe na TV aberta até Neymar atuar pela primeira vez pelo Barcelona.

No dia em que a novela da transferência de Neymar para o PSG começou, a BEin, detentora dos direitos do Francês, informou o mercado brasileiro de que esperaria a definição da negociação entre jogador e clube para abrir o leilão pelos direitos de TV.

Até então, o Francês não estava valorizado no mercado brasileiro, e não se esperava muito dele. Até o grupo Globo pensava em abrir mão do campeonato.

A avaliação do mercado é a de que a BEin conluiu que, confirmada a transferência, todas as emissoras “cairão babando”. Até o fim da noite desta quinta-feira, não havia novidades sobre o leilão.


ESPN descarta transmitir Copa-2018; Globo ainda negocia com Band
Comentários Comente

Eduardo Ohata

COM DASSLER MARQUES

A ESPN desistiu da transmissão da Copa do Mundo da Rússia, no ano que vem, o UOL apurou. A emissora discutia, até o início desta semana, um acordo de sublicenciamento com a Globo, detentora dos direitos de TV do Mundial para o Brasil.

Apesar de haver um ano de prazo até o início do Mundial, para se levantar um plano comercial e levá-lo ao mercado é necessária uma antecedência de cerca de um ano.

A Globo, que já fechou contrato com a Fox Sports, negocia ainda com a Band, na TV aberta. O negócio com a emissora paulista poderia incluir a Bandsports, na TV por assinatura. Porém a Band, parceira de longa data da Globo, passa por dificuldades financeiras.

O contrato com a Fox Sports engloba apenas os direitos de TV e não inclui a internet, meio que tem sido cada vez mais utilizado para a transmissão de partidas quando há um grande número delas acontecendo ao mesmo tempo.

A crise financeira que o Brasil atravessa, aliada ao encavalamento de leilões de direitos de eventos esportivos na TV  neste semestre dificultam as negociações.

Nos próximos meses devem acontecer os leilões dos jogos da seleção, Champions League, Libertadores, Campeonato Francês, que se tornou atraente com a potencial ida de Neymar ao PSG, entre outros torneios.

A ESPN acabou de renovar o contrato da Premier League.

 

 


Fox Sports fecha Copa do Mundo da Rússia com Globo e exibirá as 64 partidas
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A Globo fechou contrato de sublicenciamento dos direitos de TV da Copa do Mundo de 2018 com a Fox Sports, que planeja transmitir todos os 64 jogos da Copa da Rússia, no ano que vem.

No momento, o grupo Globo conversa ainda com Band, na TV aberta, e ESPN, na fechada.

Graças ao canal Fox Sports 2, a Fox Sports conseguirá exibir todas as partidas na TV fechada, já que o acordo não cobre os direitos de internet da competição que acontece no ano que vem.

Já houve uma visita de representantes da Fox Sports à Rússia para verificar questões técnicas e de logística.

A Fox Sports do Brasil é a única da América Latina que conseguiu garantir a exibição dos jogos da Copa até agora, já que o canal não obteve os direitos em países de forte tradição no futebol, como Argentina e Colômbia.

Além de transmitir as partidas na TV aberta, a Globo também exibirá partidas da Copa nos canais Sportv.

 


Neymar mexe com direitos de TV do Francês e põe Globo de volta na disputa
Comentários Comente

Eduardo Ohata

A forte especulação de que o brasileiro Neymar poderá se transferir do Barcelona para o PSG fez os direitos de TV do Campeonato Francês passarem de mero “patinho feio” para uma “galinha dos ovos de ouro”.

A reação foi imediata. No dia em que a novela começou, os detentores dos direitos do Francês, a agência BEin, avisou o mercado brasileiro de que irá esperar a resolução da negociação para abrir o leilão.

A avaliação do mercado é o de que a BEin concluiu que, confirmada a transferência, todas as emissoras “cairão babando”.

Os direitos no Brasil, que vencem na atual temporada 2017/18, são do grupo Globo, e suas partidas são transmitidas pelo Sportv, que também as sublicencia à ESPN.

No início do ano, os direitos do Francês, estava fora dos radares dos executivos de todas as TVs e não eram cobiçados. A própria Globosat não planejava renovar quando vencessem, já que se trata de um campeonato com desequilíbrio entre suas equipes.

Com a possibilidade de Neymar participar da liga, porém, o quadro mudou de figura, admitem executivos do grupo Globo, que observam o desenrolar das negociações com o PSG. Potencializa o “nome” de Neymar, que está próximo de marcas importantes, sua posição de destaque na seleção brasileira que, com auto-estima renovada, disputará a Copa do Mundo na Rússia no ano que vem.

Agora, além da própria Globo, gente de pelo menos duas outras emissoras observam de perto o desenrolar da negociação.

Hoje ESPN e Fox Sports transmitem partidas do Barcelona, já que a ESPN sublicencia os direitos do Espanhol à emissora de Rupert Murdoch. Também exibe jogos do time catalão o Esporte Interativo, que detém os direitos da Liga dos Campeões.

O Sportv também exibe jogos envolvendo Neymar, pois tem os direitos das eliminatórias e da própria Copa do Mundo.

Joga contra o leilão do Francês o fato de estarem encavalados, no mínimo, os leilões da Liga dos Campeões, Libertadores e jogos da seleção.

Neymar no PSG? Veja detalhes da negociação