Blog do Ohata

Preso, Carlos Arthur Nuzman segue como presidente do Comitê Rio-2016
Comentários 20

Eduardo Ohata

COM DEMETRIO VECCHIOLI

Carlos Arthur Nuzman, mesmo cumprindo prisão temporária, segue como presidente do Comitê Organizador dos Jogos do Rio-2018.

Já o vice do Comitê Olímpico do Brasil, Paulo Wanderley Teixeira, assumiu temporariamente a presidência do COB.

Nuzman só poderia ser substituído no cargo no Comitê Rio-2016 por meio de uma reunião do conselho da entidade, que deve acontecer em breve.

Ainda não foi definida a data da reunião do conselho, mas a tendência é que ela seja realizada ainda na próxima semana.

A Polícia Federal cumpriu nesta quinta-feira (5), no Rio de Janeiro, um mandado de prisão temporária de cinco dias contra o presidente do COB e do Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman.

O dirigente foi detido durante a manhã em sua residência no Leblon e levado para a sede da PF da cidade em um desdobramento de investigação sobre suspeita de compra de votos na eleição que escolheu o Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos do Rio-2016.


COB convoca reunião de emergência, mas deixa confederações no escuro
Comentários 1

Eduardo Ohata

O presidente em exercício do Comitê Olímpico do Brasil, Paulo Wanderley Teixeira, convocou  no início da tarde desta sexta-feira os presidentes de confederações esportivas nacionais para uma reunião de emergência para a próxima terça-feira (10), às 14h, no Rio.

O convite, que não foi feito por meio de ofício, como tradicionalmente acontece no caso das reuniões ordinárias do COB, ressalta que são esperadas as presenças dos presidentes de cada confederação, e que não serão aceitos ''representantes'' dos mesmos.

A brevidade do convite, que não especifica a pauta e suas ramificações, gerou suspense, curiosidade e dúvidas entre os cartolas.

A principal delas gira em torno de quem presidirá a reunião, o presidente em exercício, Teixeira, ou o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, que já terá deixado a prisão caso a prisão preventiva não seja estendida ou alterada para prisão preventiva.

O assunto central da reunião, para cartolas de confederações ouvidos pelo blog, certamente não fugirá da operação Unfair Play, da Polícia Federal, e suas repercussões para o COB e suas filiadas, as confederações esportivas nacionais.

Presidentes de confederações já começam a alterar as suas agendas para comparecer à reunião.

A Polícia Federal cumpriu nesta quinta-feira (5), no Rio de Janeiro, um mandado de prisão temporária de cinco dias contra o presidente do COB e do Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman.

O dirigente foi detido durante a manhã em sua residência no Leblon e levado para a sede da PF da cidade em um desdobramento de investigação sobre suspeita de compra de votos na eleição que escolheu o Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos.

O COB publicou no fim da tarde desta sexta-feira (6), em seu site oficial, um comunicado no qual informa que convocou uma assembleia geral extraordinária a ser realizada um dia após a reunião, na quarta-feira, dia 11, às 14h30, na sede da entidade.

''Na oportunidade, a assembleia irá deliberar quanto às decisões anunciadas pelo Comitê Olímpico Internacional nesta sexta-feira, dia 6 de outubro de 2017, e sobre a atual situação do COB'', diz o comunicado.

Após a publicação do COB, presidentes de confederações ouvidos pelo blog confirmaram que foram convidados para a reunião de terça-feira (10), às 14h, mas informaram não terem sido informados até a noite desta sexta-feira sobre a assembleia extraordinária.

No fim da noite de sexta-feira, o COB informou que a reunião de terça-feira havia sido cancelada e a que está valendo é a de quarta.


Conmebol diz que definirá novo formato da final da Libertadores em dezembro
Comentários 3

Eduardo Ohata

A Conmebol, oficialmente, nega que já tenha se decidido por uma final única para a Libertadores a partir de 2019.

Segundo a entidade, a decisão pela manutenção ou não da decisão em dois jogos, formato atual, acontecerá só no mês de dezembro.

O jornal argentino ''Olé'' havia informado que a Libertadores teria sua final em um único jogo a partir da edição de 2019.

A entidade informou ao blog que o conselho da Conmebol tomará a decisão em dezembro, após ouvir a subcomissão de clubes. Por isso o calendário divulgado abre espaço para os dois cenários: Um com final em jogos de ida e volta e outro com uma final única.


Ministério Público é acionado no caso da agressão ao elenco da Ponte Preta
Comentários 1

Eduardo Ohata

O episódio de agressão a jogadores da Ponte Preta, após a derrota para a Chapecoense, há poucos dias, fez com que o Ministério Público do Trabalho fosse notificado nesta segunda-feira (2) pela Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol).

O clube é o responsável por garantir a integridade física e a segurança dos jogadores, no entender da federação, que organizou protesto dos jogadores contra a precarização das condições de trabalho e negociou com a CBF o intervalo de 68 horas de descanso  para os jogadores entre partidas.

Dois líderes do elenco da Ponte Preta, Fernando Bob e Wendel, membros do clube de capitães da entidade, foram contatados antes de a Fenapaf acionar o Ministério Público. Coube a eles passar mensagem de que providências seriam tomadas aos outros jogadores.

Outros casos de agressões sofridas por jogadores, como o de Bruno Aguiar, do Goiás, o dos jogadores do Flamengo cobrados no aeroporto, e o dos corintianos no CT Joaquim Grava, ocorridos este ano, foram lembrados em um ofício que a federação enviou à CBF.

No documento, a federação pede que a confederação busque soluções para essa crise, já que os episódios de agressão a jogadores vêem aumentando.

A entidade também pediu providências à Secretaria de Segurança Pública.

Veja também:

 


Após polêmica, Conselho Mundial ordena tira-teima de Canelo-Golovkin
Comentários 3

Eduardo Ohata

Após a polêmica em torno da luta de boxe entre Saul ''Canelo'' Golovkin e Gennady Golovkin, o Conselho Mundial de Boxe ordenou nesta segunda-feira (2) uma revanche imediata entre o mexicano e o cazaque.

Golovkin (dir.) atinge golpe em Canelo
AFP

A dupla se enfrentou em uma superluta no mês passado que tinha em jogo os principais cinturões dos médios, uma das divisões mais glamourosas do boxe.

O anúncio da revanche imediata foi feito pelo presidente do CMB, Mauricio Sulaiman, durante a abertura da convenção do CMB, em Baku, no Azerbaijão. A luta entre Canelo e Golovkin foi marcada por muita polêmica, especialmente após uma das juradas ver a vitória por larga margem de Canelo, contratado da promotora do combate, a Golden Boy Promotions, do ex-campeão Oscar de la Hoya.

O ''imediata'' não quer dizer que a revanche deve acontecer este mês ou no próximo, mas que nenhum dos dois lutadores poderá aceitar outro combate antes de um enfrentar o outro.

O CMB é a principal entidade do boxe profissional. Golovkin é campeão pelo conselho, AMB e FIB. Se desrespeitar a decisão do CMB, Golovkin corre risco de ser destituído.

Canelo é reconhecido como campeão pela publicação ''The Ring''.

 


‘A Globo não é o Lobo Mau do Santos’, dispara pré-candidato da oposição
Comentários 59

Eduardo Ohata

O empresário Andrés Rueda, 61, um dos pré-candidatos de oposição na eleição presidencial no Santos, tem como uma das plataformas eleitorais a abertura de uma maior linha de diálogo com a TV Globo, o que vai no sentido contrário da atual gestão, capitaneada por Modesto Roma, que já anunciou que tentará a reeleição à presidência do clube da Vila Belmiro.

Andrés Rueda, um dos pré-candidatos à presidência do Santos

Rueda já é conhecido no Santos. Além de ter integrado o conselho gestor da atual gestão, Rueda emprestou ao clube R$ 1,1 milhão que possibilitou a contratação do meia Lucas Lima. Segundo o empresário, proprietário da Uranet, empresa que atua na área de projetos de sistemas, sua saída do conselho não teve a ver com o empréstimo.

''A dívida foi repassada do clube a fornecedores, não havia impedimento para eu participar do conselho gestor, além do mais esse dinheiro já foi pago'', argumenta Rueda, sobre a insinuação de um possível conflito de interesses no passado.

O lançamento da pré-candidatura, agora em oposição à atual gestão, é justificada sob o argumento de que pretende ser uma opção à cultura tradicional dos cartolas do futebol. O plano, segundo ele, é implantar conceitos de gestão empresarial ao Santos, separando o futebol do cenário político do clube.

Rueda revelou ao blog a plataforma da Santástica União. Três dos principais itens:

Relação do clube com a TV Globo

''Não concordo com o relacionamento da atual gestão com a Globo, tem que parar com esse negócio de que a Globo é o monstrinho, o Lobo Mau, e o Santos a Chapeuzinho Vermelho; acredito que uma das primeiras coisas a ser feitas [se for eleito] será chamar Globo para sentar e conversar, assim como todos os parceiros. Acredito que a relação da atual gestão do clube com a Globo [assinatura com o Esporte Interativo sem ouvir a proposta da Globo e o episódio Eric Faria] tem a ver com o desaparecimento do Santos da TV aberta.''

Encolhimento da torcida

''Está para sair uma pesquisa que mostra que houve uma reação nesse sentido, foi registrado um crescimento. Para rejuvenescer a torcida, podem ser pensados convênios com a Prefeitura e o Governo do Estado, que têm à frente dois santistas [João Dória e Geraldo Alckmin], para levar a garotada das escolas aos estádios. Outra coisa, tem que acabar essa rivalidade entre torcedores que moram em Santos e em São Paulo. Quando o jogo for na Vila Belmiro, temos que pensar em um sistema que facilite a ida dos sócios adimplentes à Baixada, assim como tem que haver uma forma de facilitar a vinda dos sócios adimplentes da cidade de Santos para São Paulo quando a partida for no Pacaembu.''

''Big Brother'' nas reuniões do conselho gestor

''Quero que as atas das reuniões do conselho gestor fiquem à disposição, algo que já estava previsto mas que nunca foi colocado em prática. O melhor mesmo, na minha opinião, seria filmar as reuniões, cada um dos membros do conselho teria de arcar com a responsabilidade de suas decisões sem ter condições de negar depois. Cada um dos membros do conselho representa uma base, com dezenas de conselheiros e sócios, e tem que dar satisfação para eles.''

 


Brasileiro que derrotou último algoz de Manny Pacquiao volta a lutar hoje
Comentários Comente

Eduardo Ohata

O baiano Everton Lopes foi o primeiro brasileiro campeão mundial amador na história.

Foi justamente em sua campanha para chegar ao título, em Baku-2011, que o brasileiro derrotou por 22 pontos a 10 Jeff Horn. Quem é Horn? Ninguém menos do que o australiano que em sua última luta tomou o cinturão dos meio-médios de Manny ''Pacman'' Pacquiao.

Além de ter batido Horn, Everton venceu no amadorismo outros que viriam a ser campeões mundiais, como o mexicano Francisco Vargas, que conquistou o título superna do CMB, e o porto-riquenho José Pedraza, que ganhou a versão do cinturão superpena da FIB.

Everton, que é promovido pela Golden Boy Promotions, do ex-campeão mundial Oscar de la Hoya, é treinado por Manny Robles, o mesmo dos campeões da OMB Oscar Valdez (pena) e Jessie Magdaleno (supergalo), além do irlandês Michael Conlan, que ficou famoso na Rio-2016 por ter mostrado o dedo em riste para os jurados após ser eliminado.

Com tudo isso, como é que Everton ''sumiu do mapa'' nos últimos tempos?

É que depois de vencer suas quatro primeiras lutas profissionais, o baiano ficou dois anos parado por conta de síndrome de estresse no ombro. Após duas cirurgias, em março e junho do ano passado, Everton retornou com uma vitória por nocaute, no início deste mês, em 1º de setembro.

''Não fico chateado por ter ficado dois anos parado porque o que aconteceu não foi culpa minha'', disse Everton ao blog. ''Mas sei que tenho potencial para chegar a ser campeão do mundo, estou me empenhando ao máximo para que isso aconteça.''

A Golden Boy Promotions programou sua segunda luta de volta para esta noite. A ESPN transmite a programação ao vivo para o Brasil, a partir das 23h.

O duelo de Everton com o mexicano Rafael ''Dinamita'' Reyes está marcado na programação oficial como ''swing bout'', luta de encaixe exibida caso um dos dois combates principais termine antes do limite. A boa notícia é que o primeiro deles traz dois pegadores com estilos agressivos, o que torna grande as chances de acontecer um nocaute já nesse combate.

 

 


Arrancada daria ao Palmeiras chance de salvar um quarto do bônus da Crefisa
Comentários 13

Eduardo Ohata

A tentativa de uma ''arrancada'' palmeirense, que mobiliza comissão técnica e cartolas do clube, se tornou a chance de o time salvar cerca de um quarto do bônus por produtividade incluído na renovação do contrato com as patrocinadoras Crefisa e FAM.

O título do Brasileiro vale cerca de R$ 10 milhões em bonificação para o clube. Se fosse campeão de todas as competições das quais participou durante o ano, o Palmeiras receberia da patrocinadora uma premiação superior a R$ 40 milhões.

Porém o time foi eliminado do Paulista, Copa do Brasil e Libertadores, que por tabela tirou a oportunidade de a equipe disputar o Mundial, cujo título também previa premiação da patrocinadora, restando apenas o Nacional.

Sem chance de ir ao Mundial de Clubes, um forte desejo de Leila Pereira, dona da Crefisa, a patrocinadora gostaria agora que o clube garanta sua vaga na Libertadores do ano que vem por meio do Brasileiro.

Na quarta-feira (27), o técnico Cuca, o presidente Mauricio Galiotte, o diretor de futebol Alexandre Mattos, comissão técnica e jogadores se reuniram durante 20 minutos antes do treino. Conversaram sobre a possibilidade de o time caçar o líder Corinthians, 11 pontos à frente na classificação, faltando ainda 13 partidas para o encerramento do Brasileiro.

Além do incentivo financeiro, a eventual conquista do bicampeonato nacional ajudaria a aliviar a pressão sobre o futebol do clube, questionado por torcida e imprensa.

Neste sábado, o Palmeiras, quarto colocado no Nacional, enfrenta o Santos, vice-líder, às 19h, em casa.


Por US$ 1,4 bi, dona do UFC ganha direito de negociar Libertadores com TVs
Comentários 8

Eduardo Ohata

Um consórcio formado por IMG, gigante da área de marketing, e Perform ganhou a concorrência organizada pela Conmebol para negociar os direitos de transmissão das competições da entidade, como Libertadores, Sul-Americana e Recopa durante o ciclo 2019-22. A IMG é dona do UFC, entre outras propriedades e também gerencia a carreira de atletas e artistas.

Os direitos da Libertadores no Brasil são atualmente do canal por assinatura Fox Sports, e foram incluídos em uma negociação pelo compartilhamento de jogos da Copa do Brasil e Libertadores com a Globo. Apesar de os direitos da Libertadores vencerem em 2019, o acordo entre as emissoras se estende até 2021.

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez (centro), anuncia vencedor da licitação

Segundo comunicado da Conmebol, a entidade tem garantido um mínimo de US$ 1,4 bilhão (R$ 4,48 bilhões) pelos direitos, valor que pode aumentar de acordo com percentuais sobre negociações logradas pelo consórcio vencedor com as emissoras de TV. O consórcio vencedor também trabalha com a comercialização do Campeonato Espanhol, Premier League, NBA e Nascar, entre outras competições.

O consórcio IMG/Perform disputou os direitos com outros três concorrentes, dois deles que têm ligação direta com a CBF: a agência Synergy, que gerencia o leilão dos direitos de transmissão dos jogos da seleção e a Sport Promotion, que tem direito de comercializar semanalmente uma partida da Série B.

A quarta participante era a MP & Silva, que detém os direitos do Italiano, conta com dinheiro do mundo árabe e tentou o projeto da malfadada Champions das Américas, que apesar do barulho que provocou, não chegou perto de sair do papel.

As propostas foram entregues à Conmebol no último dia 5 e o resultado da licitação, auditada pela Ernst & Young, foi aprovado por unanimidade nesta quarta-feira (27) pelo conselho da Conmebol.

O processo de escolha por meio de licitação foi definido depois que dirigentes da Conmebol se envolveram em um escândalo que girava em torno da negociação dos direitos da Libertadores por meio da agência Torneos Y Competencias, escolhida sem licitação.

O próximo passo será a confecção, em parceria com a Conmebol e com bases técnicas, de um pacote de comercialização dos direitos.

 


Globo procura parceiro para a Copa e deve ficar sozinha no Paulista-2018
Comentários 19

Eduardo Ohata

A Globo desistiu de buscar no mercado um parceiro na TV aberta para dividir a transmissão do Paulista de 2018, o blog apurou. Por conta da crise financeira que o país atravessa, é forte a tendência de a emissora exibir sozinha a edição do ano que vem do Estadual.

Na temporada passada, a emissora procurou até o último momento outro canal na TV aberta com quem dividir custos de direitos e produção. Além da Band, sua parceira de longa data, também ofereceu os direitos de transmissão a outras emissoras de TV aberta.

A Band este ano exibiu partidas da Champions e Copa das Confederações, ambas competições sublicenciadas da emissora carioca. No caso da competição de seleções, o acordo foi mutuamente benéfico, pois o contrato previa uma quantidade mínima de partidas a ser exibidas na TV aberta que não poderiam ser acomodadas na grade pela Globo.

Na Globo, o raciocínio é o de que o Paulista não deixa de ser uma propriedade valiosa. Para abrir mão da exclusividade, só se o valor oferecido por outra TV realmente valer a pena.

Globo e Band ainda negociam os direitos da Copa do Mundo, pois haveria tempo hábil para a emissora paulista levar ao mercado publicitário um plano comercial. A Globo sinalizou que está aberta a falar com outros parceiros em potencial sobre propriedades relacionadas à Copa.

Na TV por assinatura, a Globo fechou direitos da Copa do Mundo com o Fox Sports.